Vernissage – Capítulo 09

Vernissage – Capítulo 09

VERNISSAGE – CAPÍTULO 09

 

CENA 01 – MANHÃ – GALERIA ART’ VIDA – INTERNA:

 

Continuação imediata do capítulo anterior:

Helena e Daniel conversam na sala dele.

Daniel: Veio falar sobre o João? Como ele está?

Helena: Ele já está bem. Acredito que hoje ele tenha alta. Mas não é sobre ele que eu vim falar com você.

Daniel: Ah não? É sobre o quê, então?

Helena: É sobre a galeria. Eu tomei uma decisão. Muito difícil, por sinal. Eu decidi que aceito vender a minha parte da galeria pra você.

Daniel, não escondendo a alegria: Pera aí… Você ta falando serio mesmo?

Helena: Sim. Eu pensei muito, e percebi que é a melhor coisa a ser feita. Pela minha saúde. Mas eu farei isso com uma condição.

Daniel: Tá, mas que condição?

Helena: Eu quero fazer uma exposição. Uma grande exposição, por sinal. Será a minha ultima pela galeria. Você aceita?

Daniel fica espantado.

 

CENA 02 – MANHÃ – APARTAMENTO DE HELENA – INTERNA:

 

João Victor recebe alta e chega em casa acompanhado de Mirella. Os dois se sentam no sofá.

Mirella: João. Depois dessa você viu que não da mais pra viver do jeito que você vive né.

João: Mirella, não começa! Eu não quero ouvir nada hoje. Eu sofri um acidente, to todo dolorido, nem assim vocês me dão sossego?

Mirella: Mas, João. Você que não tem dado sossego pra ninguém! Coitada da mamãe, ela já está ficando cansada, sabia.

João: Mirella, deixa eu te falar uma coisa: CALA A BOCA! Por favor! Me deixa em paz. – o garoto sai mancando e deixa ela falando sozinha.

 

CENA 03 – MANHÃ – GALERIA ART’ VIDA – INTERNA:

 

Helena: E então, Daniel? Estou esperando uma resposta sua.

Daniel, não escondendo a alegria: Claro que aceito. Claro! E ainda com uma exposição. Tudo que essa galeria estava precisando. Você já tem um tema? Quais quadros iremos apresentar?

Helena: Eu ainda não pensei nisso. Essa semana eu penso, e nós vamos conversando no decorrer da semana, pode ser?

Daniel: Sim, tudo bem. Pra que pressa, né?

Helena: Claro. Você já conseguiu o que queria. Agora, tenho que ir pra minha sala. Tenho uns fornecedores para responder. Ah, e só pra avisar. Vai ser do jeito que EU quiser, entendeu?– ela sai da sala. Daniel senta feliz em sua cadeira.

 

CENA 04 – FIM DA MANHÃ – APARTAMENTO DE HELENA – INTERNA:

Mirella está em seu quarto quando seu celular toca.

Mirella: Alô?

Rafael, do outro lado da linha: E aí gatinha?!

Mirella: Pera aí… Quem ta falando?

Rafael, do outro lado da linha: Nossa, já se esqueceu de mim? Sou eu gatinha, o Rafael da Festa.

Mirella: Ah… Nossa que menino rápido. Gamou em mim né?

Rafael, do outro lado da linha: Nossa que convencida… Eu so quero saber se você quer almoçar comigo hoje. Sei la, ai depois a gente sai, passeia por ai…

Mirella: Está me convidando para um encontro?

Rafael, do outro lado da linha: É, pode ser. Vamos?

Mirella: Ta bom. A gente se encontra lá no Bom’ Apetit, pode ser?

Rafael, do outro lado da linha: Ok. Até lá então gatinha.

Mirella: Beijo, tchau. – ela desliga o celular e se joga toda feliz na cama.

 

CENA 05 – PRAÇA DAS TRÊS CRUZES – FIM DA MANHÃ – EXTERNA:

 

Rafael está com os amigos na praça quando falava com Mirella. Ele desliga o telefone.

Rafael: Aee galera, a bonitinha ta caidinha por mim.

Felipe: Pois é né cara, você bem que falou que pegar ela. Mas você vai namorar com ela?

Rafael: Claro que não, Felipe. Quero só ficar com ela. E depois… Vida que segue, cada um pro seu lado. Não quero namorar. Você sabe que eu não sou disso.

Yuri: Pois é, Rafa, ela também não é muito disso.

Rafael: Como assim?

Yuri: Ela é toda recatada, de família. Ouvi dizer até que ela é virgem ainda

Rafael: O quê? Não, cara. Você não pode estar falando sério…

Felipe: Pior que é verdade, Rafael. Uma amiga dela que eu tava pegando, a Paola, me falou esses dias.

Rafael, olhando pro horizonte, determinado: E eu vou ser o primeiro homem dela.

Yuri: Duvido, cara. Duvido. Aposto que você não consegue.

Rafael: Então ta bom. Pois eu aposto que consigo. Nossa moto na virgindade da bonitinha.

Felipe: Não, cara, você não pode estar falando serio, não se…

Yuri: Apostado!

Os dois apertam as mãos. Felipe olha para os dois, assustado.

 

CENA 06 – FIM DA MANHÃ – GALERIA ART’VIDA – INTERNA:

 

Francisco está em sua sala, trabalhando, quando o celular toca:

Francisco: Alô?… Olá, diretora Carla, Tudo bem e você?… O Olavo desmaiou? Meu Deus! Eu já chego ai. Tchau.

 

Na sala de Helena…

 

Francisco: Com licença, dona Helena.

Helena: Oi, Francisco. Aconteceu algo?

Francisco: Pois é. O Olavo passou mal na escola, ta desmaiado. Eu vim lhe pedir liberação para ir lá ver o que aconteceu.

Helena: Claro, claro. Se tratando de filho, precisa nem pedir.

Francisco: Muito obrigado, dona Helena.

Helena: Que é isso. Imagina. Me mande notícias.

Francisco: Pode deixar, mando sim. – ele sai apressado.

Helena: Coitado do menino, gente…

 

CENA 07 – HORA DO ALMOÇO – HOSPITAL ARCANJO MIGUEL – INTERNA:

 

Francisco foi a escola para ver o que aconteceu, mas a diretora havia encaminhado Olavo para o hospital. Lá…

Francisco: Diretora? E então? Como está o Olavo?

Diretora Carla: Oi, seu Francisco. O Olavo está la dentro. O medico está o examinando.

Chega então, Joana: Oi Diretora! Francisco, meu amor.- os dois se beijam. – eu vim assim que você me ligou. Alguma noticia do nosso filho?

Francisco: Ainda não… Ele está la dentro sendo examinado pelo médico.

De repente, vem o médico.

Médico: Os Responsáveis do Olavo Barreto, por favor.

Francisco: Sou eu. Eu sou o pai dele.

Joana: E eu sou a mãe. E então, doutor? Como está o meu filho?

Médico: Eu ainda não tenho um diagnostico preciso. O garoto terá que ficar internado para realizar alguns exames. Pelo menos até amanhã.

Francisco e Joana se olham assustados.

 

CENA 08 – HORA DO ALMOÇO – RESTAURANTE BON’ APETIT – INTERNA:

 

Bruno e Fernanda estão almoçando e conversando.

Fernanda: Helena hoje pediu pra conversar com Daniel. E a sós. Não gostei nada disso.

Bruno: Ah. Deve ser algo da galeria, Fernanda.

Fernanda: É… Pode ser.

Os dois continuam a almoçar. De repente, chega Daniel que, ao procurar um lugar para se sentar, acaba vendo Bruno e Fernanda. Daniel se dirige até eles.

Daniel: E aí, Fernanda?! Não vai me apresentar o seu primo?

Closes alternados nos olhares de Bruno e Fernanda, extremamente assustados, e na expressão nada satisfeita de Daniel. 

 

A imagem congela e se transforma em um quadro pintado a óleo em uma grande exposição.

 

FIM DO CAPÍTULO 09.

 

Felipe De Lima Veiga

Editor e produtor de criação visual Cyber Séries