Tormento D’Amore | Cap. 02 | Martírio da Paixão

Tormento D’Amore | Cap. 02 | Martírio da Paixão

***** MOMENTOS DO CAPÍTULO ANTERIOR *****

Fabrizio tira a camisa, mostrando físico atlético. Sophie olha por um instante e disfarça, envergonhada.

FABRIZIO

Mi chiamo Fabrizio! Il suo?

SOPHIE

Sophie Campbell!

Os dois fixam seus olhares um no outro, admirando-se. Eles se aproximam, mas–

DOLORES

O que significa isso?

Os dois olham para Dolores que está parada na porta, olhando os dois, perplexa, pensando que Sophie estava sendo abusada.

CENA1  EXT/ CONVÉS DA SEGUNDA CLASSE/ DIA.

Dolores rapidamente puxa Sophie pelo braço, enquanto encara Fabrizio, enojada.

DOLORES

Afaste-se de minha filha, seu bastardo ou eu chamo a segurança!

SOPHIE

Mãe, pelo amor de Deus! Ele não fez nada.

FABRIZIO

(Aproxima-se) Si prega! Io queria apenas ajudar!

DOLORES

(Empurra-o) Afaste-se eu já disse! Chamarei a segurança!

SOPHIE

Mãe, por favor, ele não fez nada, ao contrario, me ajudou na hora em que eu estava passando mal!

DOLORES

E porque ele está sem camisa?

FABRIZIO

(Mostra a camisa melada) Sua figlia vomitò em mim!

SOPHIE

(Um pouco tensa) Exatamente! Eu estava enjoada, vim vomitar, ele veio me socorrer e acabei vomitando em cima dele!

Dolores o olha por uns instantes, ainda com aquela leve desconfiança…

DOLORES

(Redime) Fui muito leviana de minha parte! Bom, obrigada por ajudar a minha filha, mas já pode ir, não precisamos mais de você! (Olha em volta, para Sophie) Aliás, nós precisamos sair deste lugar, é da (Enojada) Segunda classe!

Dolores vai a empurrando para sair dali, mas ela se desvencilha da mãe e vai até Fabrizio. Close nos olhos claros dos dois se encarando. Olhos brilham.

SOPHIE

Obrigada!

FABRIZIO

Niente!

Fabrizio a beija na mão, carinhosamente. Ela ri, amavelmente. CAM Detalha: Dolores a perceber a troca de olhares ‘apaixonados’ entre os dois. Ela logo aparenta uma cara de preocupação e rigidez.

DOLORES

Já agradeceu demais, Sophie! Vamos, seu pai está nos esperando!

CAM envolta de Sophie e Fabrizio: Os dois. Olho no olho.

SOPHIE

Eu tenho que ir! Até mais…

FABRIZIO

Ancora di più!

Sophie sai, ainda olhando-o por cima dos ombros. Dolores passa por ele, o encarando friamente, o imaginou como um inseto que tinha que ser esmagado rapidamente.

Sobre isso, já ouvimos a voz de Giuseppe, que será da cena posterior.

GIUSEPPE (OFF)

Non dirmi che hai baciato?

CORTA PARA:

CENA2  EXT/ CONVÉS INFERIOR/ OUTRO MBIENTE/                   NOITE.

Emenda no áudio com cena anterior.

Fabrizio e Giuseppe perto da ponta do navio. Fabrizio, olhando para as estrelas, deixando evacuar os suspiros de paixão, com seus pensamentos longes. Giuseppe ao seu lado, complementando:

GIUSEPPE

Non è possibile! E a mãe dela te viu sem camisa com a garota?!

FABRIZIO

Sí!

GIUSEPPE

Quanti anni aveva? Sai?

FABRIZIO

Credo Che circa 15 anni!

Pausa por alguns instantes. A brisa congelante das águas do imenso oceano a tocar em seus rostos. Fabrizio olha fixamente para o negrume horizonte aquático. Seus cabelos lisos voam. Giuseppe percebe seus olhares.

GIUSEPPE

So che faccia! È la passione! Lui innamorato per la regazza!

Fabrizio voltou-se para Giuseppe, com o cenho franzido.

FABRIZIO

Non dire sciocchezze!…

GIUSEPPE

Mi sento di dover dire questo, amigo mio, ma ela é de famiglia benestante, mai permesso che lei sposare con te!

Fabrizio levanta-se um pouco abalado com que acabara de ouvir de Giuseppe, levanta-se e vai para outro compartimento.

CORTA PARA:

CENA3  INT/ PRIMEIRA CLASSE/ CABINE DE SOPHIE/                  NOITE.

Sophie está sentada em frente uma penteadeira de madeira lisa e fresca. Ela penteia seus cabelos longos sobre o ombro. Dolores entra, séria. Ela se aproxima, pega a escova da mão de Sophie e começa a pentear seus cabelos, com força.

SOPHIE

Está me machucando!

DOLORES

Ótimo! Vamos ver se assim aprende!

SOPHIE

Mas do que a senhora está falando?

DOLORES

Eu percebi a troca de olhares entre você e aquele… Sujeitinho Italiano… Eu não quero que volte a andar pelos compartimentos da segunda classe, e precisamente, que não volte a ver aquele rapaz! Ele é um pedaço de mau caminho! E é italiano, e você sabe que seu pai odeia italianos!

SOPHIE

(Seca) Eu não entendo esse ódio de vocês por simples pessoas que querem mudar de vida!

DOLORES

Eles são pessoas vastas, pútridas e horrendas! Pobres que não merecem viver! Ai como que queria que Adolph Hitler estivesse vivo!

SOPHIE

E eu queria poder está morta!

Dolores a vira brutalmente.

DOLORES

Escuta aqui, Sophie, eu não quero te ver perto daquele rapaz, entendeu! E você está proibida de ir ao convés inferior! Está me ouvindo?… Entendeu?

SOPHIE

(Seca) Sim, mamãe!

CORTA RÁPIDO PARA:

CENA4  INT/ RESTAURANTE DO NAVIO/ NOITE.

Seguimos um garçom de bigode grosso, com uma bandeja coberta erguida numa das mãos, passando por várias pessoas dondocas da alta sociedade, indo até a mesa onde está Raul com alguns de seus amigos, dentre eles Estácio, 50, Eugênio, 25, cabelos loiros, lisos e repartidos ao meio. Usa um óculos em formato de meia lua. E Pierro, 70. O quarteto está conversando. Dolores chega e senta-se ao seu lado.

RAUL

(Só p/ Dolores) Onde está Sophie?

DOLORES

Ela está se aprontando, junta-se conosco em alguns instantes!

RAUL

Espero que não demore! Quero apresentá-la ao Dr. Eugênio, um grande advogado do Brasil! É ele quem cuida dos meus negócios!

DOLORES

Dr. Eugênio, como vai?

Dolores estende a mão e Eugênio a beija.

EUGÊNIO

Vou bem! Obrigado!

DOLORES

Que rapaz educado! É um ótimo partido para nossa filha!

Todos riem.

CORTA PARA:

CENA5  INT/ CORREDOR DA PRIMEIRA CLASSE/ NOITE.

Sophie vem saindo de seu quarto. De repente ela para no meio do caminho, e olha para o lado do corredor que vai para a segunda classe, depois mira o que vai parar no restaurante. Reflete por alguns instantes… E decide: vai para o restaurante.

CENA6  INT/ RESTAURANTE DO NAVIO/ NOITE.

POV DE DOLORES: SOPHIE ENTRANDO. ELA ACENA.

DOLORES

Oh! Olha ela ali. Sophie, estamos aqui!

Sophie a encara de longe, incrédula. Apressa seus passo até a mesa, e senta-se ao lado de seu pai.

RAUL

Filha, quero que conheça o Dr. Eugênio! Aos vinte e cinco anos já se formou em advocacia, na Inglaterra! Filho de um dos maiores donos de metalúrgicas do Brasil!

Sophie estende a mão para Eugênio e ele a beija. Sophie, destruindo-o com seu olhar seco, o imagina como um imbecil.

EUGÊNIO

É um grande prazer conhecê-la, Sophie!

SOPHIE

(Desafiando) Já conheci advogados que se formaram aos vinte anos!

Raul e Dolores se entreolham abismados, envergonhados.

EUGÊNIO

Mas esses, porém, não estudaram o suficiente! Eu sim, sei de cada lei, cada artigo, cada parágrafo das ordens brasileiras! Quando conclui a faculdade, já me afoguei em mais de 200 casos judiciais, e desses 200, apenas 7 eu perdi a causa!

Ela ainda o olha com menosprezo, não vendo como grande coisa.

DOLORES

Nossa, isso é muito bom pra carreira de um advogado!

RAUL

É o que eu digo, o Eugênio é um menino de ouro! O filho que eu nunca tive!

DOLORES

Mas será nosso genro… (Olhara para Sophie) Em breve!

SOPHIE

(Levantado-se) Com licença, eu vou ao lavatório!

Sophie sai apressada, sua cara está tensa e o coração palpitando fortemente.

CORTA PARA:

CENA7  EXT/ CONVÉS DA SEGUNDA CLASSE/ NOITE.

A PONTA do NAVIO vem cortando as águas do mar congelante. Fabrizio está deitado em um banco. Giuseppe ao seu lado. Silencio total, só se ouve o som das hélices batendo nas águas.

GIUSEPPE

Stai ancora pensando a quella ragazza?

FABRIZIO

Sí! No posso a tirar da testa!

Giuseppe ergue a cabeça. De seu POV: Sophie aparece sozinha, procurando. Giuseppe cutuca Fabrizio.

GIUSEPPE

Fabrizio, por acaso Che é ‘la regazza por quem si innamorò?

Fabrizio levanta-se rapidamente. Então vê sua amada, ali parada, a procura de alguém.

GIUSEPPE

Ela está buscando por alguém! Só pode ser voi, Fabrizio! Vai a Esso!

Fabrizio vai correndo até Sophie, que quebra a aquela cara amargurada e solta o sorriso encantador ao vê-lo.

FABRIZIO

Sophie.

SOPHIE

Oi Fabrizio!

FABRIZIO

O que está fazendo no convés inferior? Sua madre não vai gostar de vê-la aqui e principalmente comigo!

SOPHIE

Eu estou pouco me importando se minha mãe vai gostar ou não! Estou farta dela querer controlar minha vida e o meu querer! Eu vim aqui te ver, Fabrizio! Desde a primeira vez que te vi eu…

FABRIZIO

Eu também não consigo te tirar de minha cabeça!

Não resistindo, as mãos de Fabrizio encontram-se com o rosto dela. Os dois se olham, resistentes e apaixonados.

Giuseppe se aproxima

GIUSEPPE

Olá! Eu sou Giuseppe, amigo de Fabrizio!

SOPHIE

(ri para ele) Oi! Eu sou Sophie!

GIUSEPPE

Eu sei, ele me falou muito sobre você!

Ambos riem.

Enquanto isso, CORTA PARA:

CENA8  INT/ RESTAURANTE DO NAVIO/ NOITE.

NA MESA ONDE ESTÃO RAUL, DOLORES, EUGÊNIO e ESTÁCIO.

RAUL

Onde está Sophie? Ela está demorando.

DOLORES

Ela disse que ia ao banheiro! Com licença, eu vou procurar por ela!

Dolores se levanta e vai até o banheiro. Instantes neles conversando. Dolores volta, quase tendo um ataque.

RAUL

O que aconteceu, Dolores? Onde está Sophie?

DOLORES

Ela não está no banheiro! (close em seus olhos) Mas acho que sei onde ela está!

CORTA RÁPIDO PARA:

CENA9  EXT/ CONVÉS DA SEGUNDA CLASSE/ NOITE.

Os cabelos de Fabrizio e Sophie estão voando por conta da forte ventania. Abraçados no meio do convés, ambos se encaram intencionalmente. Giuseppe a parte, apenas olhando. Quando os dois vão dando o primeiro beijo uma voz furiosa rasga o silencio:

RAUL

Largue a minha filha, agora! Eu vou te matar seu desgraçado!

Desviam seus olharem onde Raul, parado na porta, registrando-os ascenso pelo ódio e a incredulidade.

CENA10 INT/ NAVIO/ PRISÃO/ NOITE.

Fabrizio e Giuseppe estão presos na cela. Ao lado, tem um homem beócio, velho e barbudo de chapéu amarfanhado deitado. Fabrizio encosta a testa na grade, enquanto Giuseppe anda de um lado para o outro, atordoado.

GIUSEPPE

È colpa tua, Fabrizio! Se não tivesse beijado aquela garota, nada disso teria acontecido!

FABRIZIO

Eu não estou preocupado com a gente, Giuseppe! Estou preocupado com Sophie, você viu o jeito que o padre dela a pegou, tenho medo de que ele a faça algum mal!

CORTA PARA:

CENA11 INT/ NAVIO/ QUARTO DE SOPHIE/ NOITE.

Sophie solta um tremendo grito. Seu pai, Raul, em cima, lhe dando uma surra de cinta. Dolores ao lado, apenas olhando.

RAUL

Você sabe a vergonha que me fez passar? Hein, sua garota! Eugênio nunca mais vai querer casa-ser com você! Sua quenga!

Raul sai de cima dela e retira-se do quarto furioso. Dolores a encarar Sophie, achando bom tudo o que viu.

DOLORES

Eu avisei, mas não quis me escutar!

SOPHIE

(Aos prantos, grita) Sai daqui!… SAAAI!

Dolores se levanta, pega a chave e depois fecha, a trancando pelo lado de fora. Nas lágrimas de Sophie.

FIM