Insensato destino: Capítulo 28 (Antepenúltimo)

Insensato destino: Capítulo 28 (Antepenúltimo)

 

Web Novela de Reryson Silva

 

 

 

ANTEPENÚLTIMO CAPÍTULO

 

Mas Nicolle a segura impedido.

Nicolle: Você tá doida, Germana?

Germana: Vocês não querem uma prova? Então, vou provar que não mudei de lado.

Germana retorna a si, com Andréa gritando com ela.

***

Chegava a hora da festa da cidade, Hannah se arrumava para a grande revelação que ela iria fazer logo mais.

Hannah: Coragem! Eles vão ter que aceitar você aqui, queira quer não.

E ela seguia caminho a praça onde acontecia a festa da cidade. Diogo a chama para senta-se a mesa que estava sua família.

Diogo: Pessoal essa é Hannah, uma amiga. E eles são da família de Karine, que eu já lhe apresentei.

Hannah: Olá!

Julianne: Olá querida! Você veio a negócios?

Hannah: Sim, vou abrir um ateliê aqui…

O Prefeito da cidade sobe ao palanque.

Prefeito Silvio: Quero chamar aqui a top model, Hannah Minnelli! Aplausos!

Hannah sobe ao palco.

Hannah: Muito obrigada! Bom, quero dizer que as obras para o ateliê estão completamente concluídas. Mas não é sobre isso que fiz questão de subir aqui. Eu queria relembrar a vocês algo que aconteceu dois meses atrás. Onde um pobre garoto foi apedrejado por todos da cidade, após assumira sua opção sexual. Vocês lembram?

Julianne: Meu Deus, Diogo, porque a sua amiga esta falando sobre o meu filho?

Diogo: Eu não sei aonde ela quer chegar.

Hannah: Bom, creio que tenha refrescado um pouco a memoria de vocês, não é mesmo? Então, aquele garoto que foi brutamente rejeitado por todos vocês da cidade, ele não existe mais. Não, não se assustem. Ele não morreu! Ele está aqui na frente de vocês. Essa mulher que vocês acolheram tão bem é na verdade: Ramón Silva Gomes. Agora Hannah Minnelli. Quando eu fui embora  daqui, achando que tudo estava perdido, Deus botou na minha vida um anjo, do qual se comoveu com a minha história e me ajudou a mudar de sexo.

Hannah desse do palanque e Diogo sai correndo ao descobri que a garota que ele tinha se apaixonada era na verdade um garoto que ele sempre desprezou. Julianne se aproxima de sua filha e lágrimas de remoço escorrem de seus olhos

Julianne: Me perdoa filho… Filha?

Hannah: Venha me pedir perdão, no dia que o sarcasmo do seu preconceito não tiver mais presente no seu coração.

Hannah saia e todos a olhavam torto. “Os bons tratos” sumiram desde o momento em que Hannah se assumia uma transexual. Ela ia embora indo em direção a pensão pegar a suas coisas e volta ao Rio de Janeiro. Karine ia atrás de Diogo.

Karine: Sabia que ia achar você aqui.

Diogo: Me deixa!

Karine: Não! Diogo, você precisa ir atrás do amor da sua vida. Eu sei que é loucura minha, a pessoa que mais foi a favor das armações contra a minha irmã, está aqui te pedindo isso. Mas você a ama!

Diogo: Ela está se vingando. Você não percebeu isso?

Karine: Mas se você a ama, o amo vai supera o preconceito. O que ela quer no fundo é ser amada do jeito que é. Vá antes que a vida e o destino tire de você a chance de ser feliz.

Diogo sai correndo em direção à pensão, porém chega tarde demais. Hannah tinha acabado de sair indo em direção ao aeroporto. Diogo vai de taxi até ao aeroporto, ao chega lá, Hannah está preste a embarca, mas ela escuta os gritos de Diogo.

Hannah: Diogo?

Diogo: Hannah, eu te amo, meu amor! É com você que eu quero ficar, não importa o que a sociedade vai dizer, eu quero ama-te.

Os dois se beijam. Todos do aeroporto aplaudem.

Diogo: Fica Hannah, vamos ser feliz aqui?

Hannah: Eu tenho que ir… Mas eu prometo que volto. Eu juro!

Diogo: Mas…

Hannah: Eu fiz isso aqui por você, por que eu te amo! Eu volto!

Os dois dão o ultimo abraço.

***

Hannah desembarcava e Marilia estava a sua espera.

Marilia: Vamos, temos que para casa de Ângela, ela e o Daniel desapareceram.

Hannah: Vamos!

***

Mansão Miller Hevrory

As duas chegam à mansão onde Stella e Angelis estavam aflitas.

Marilia: Alguma noticia?

Stella: Até agora nada!

Angelis: Marilia estou com muito medo… E se ela matar os meus pais?

Stella: Germana, não faria mal algum aquém o Daniel, tanto ama.

Marilia: Mas nunca se sabe, o que uma mulher desprezada pode fazer.

Hannah: Calma gente, criar falsas expectativas não vão ajudar em nada.

***

Aracati-CE

Cortez chegava e todos os vizinhos cochichavam dele.

Cortez: O que foi? Nunca viam não?

Julianne: Eles tão falando do nosso filho.

Cortez: O que aconteceu?

Julianne: O nosso filho se assumiu…

***

Andréa: E aí Germana, que vai morrer primeiro? Fala desgraçada.

Germana fica eufórica olhando para Andréa e para arma. E ela acaba a desarmando e um disparo pega no carro. Germana fica com o controle da arma. Nicolle se aproxima para defender Andréa e acaba sendo baleada por Germana.

Andréa: Germana! Sua desgraçada, você mudou de lado sua infeliz!

Germana vira-se para Andréa apontando o revólver para ela.

Andréa: Devolve essa arma, Germana! O que, que você pretende? 300 milhos de euros esperam por nós. Você que fugir sem mim, com a grana? Você não tem o plano de fuga Germana, eu sou o seu plano de fuga. Me da essa arma Germana!

Daniel: Não da Germana.

Ângela: Ela vai te matar, vai matar todo mundo.

Andréa: Cala essa boca! Não seja burra, não comenta de novo o mesmo erro Germana. Você não vai conseguir fugir daqui.

Germana: Eu não vou fugir.

Andréa: Não? Você ta louca?

 

Fim do capitulo 28.