Insensato destino: Capítulo 20

Insensato destino: Capítulo 20

 

Web Novela de Reryson Silva

 

 

 

Germana: O que faz aqui Cleiton?

Cleiton: Eu preciso da ajuda de vocês.

***

Ângela conversava com Stella.

Ângela: Stella precisamos ir à casa do Daniel, preciso ver aminha filha.

Stella: O Cleiton deve está lá!

Ângela: Então vamos logo, todos precisam saber de tudo.

Marilia estava no ateliê quando de repente um carro para em frente ao ateliê e Ramón desse do carro e vai pedir ajuda a Marilia.

Ramón: Moça, por favor, você pode me ajudar?

Marilia: O que houve com você querido!

Ramón: Eu fui apedrejado e expulso da minha cidade após assumir a minha opção sexual.

Marilia: O que? Que mundo é esse, meu Deus?

Ramón: E o pior é…

Marilia: Que foi sua mãe que lhe botou para fora de casa, não é?

Ramón: Sim! Se você não quiser me ajudar irei entender, mas me der um pouco de comida e água, por favor!

Marilia: Querido, claro que te ajudarei, sei o que você tá passando! E eu tenho um coração gay! Minha melhor amiga é uma transexual! É isso…

Ramón: Isso o que?

Marilia: Você já pensou em mudar de sexo?

Ramón: Era o que sempre quis, mas às vezes pesava que estivesse louco!

Marilia: Não é loucura em pensar no que deseja!

Ramón: Porque pergunta?

Marilia: Vou ajudar você conseguir sua cirurgia!

Ramón: Ai que felicidade!

***

Ângela chegava a casa de Daniel com Stella. Cleiton terminava de contar o que havia acontecido quando de repente a campainha toca.

Cleiton: E foi isso que aconteceu ela me expulso de…

Ângela vai entrando desmentindo-o.

Ângela: Ele está mentido Daniel! Eu o expulsei, por que ele assumiu a responsabilidade do atentado contra Stella.

Stella: E que a Germana e as outras duas patéticas, são cúmplices!

Daniel: Isso é verdade Germana?

Germana: Daniel…

Cleiton: Fala logo Germana! É verdade sim Daniel a Germana te enganou esse tempo todo! Pronto falei estão satisfeitas agora?

Germana agride Cleiton.

Germana: Seu idiota! Você sempre bota tudo a…

Daniel da uma tapa em Germana.

Daniel: Sua vagabunda! Por que você mentiu para mim Germana?

Germana: Por amor! Eu sempre te amei Daniel, e você sabe que eu seria capaz de qualquer coisa por você. Mas o grande culpado da historia é o Cleiton! Foi ele que planejou tudo Daniel. Eu o impedir de matar Ângela, meu amor. Isso vocês não falam pra ele, né?

Daniel da outra bofetada em Germana.

Daniel: Cala essa bolça Germana! Deixa de mentiras, você só fala…

Ângela: Daniel, ela não está mentido! Quem planejou tudo foi o Cleiton. Mas a Germana impediu que ele acabaçasse com a minha vida de certa forma. Porém, fez com que eu passasse os piores anos da minha vida.

Germana: Eu me arrependo. Eu deveria ter deixado você ser assassinada. Ai eu não teria que passar por isso.

Daniel: Germana pegue suas coisas e vá embora da minha casa. Ou melhor, você não vai levar nada, você só vai com a roupa do corpo.

Angelis se aproximava da escada e via Daniel arrastando Germana até a porta. Angelis da um grito.

Angelis: (gritando) Solta ela pai! Não faz isso com a minha mãe.

Daniel: Ela não é sua mãe filha, essa mulher é um monstro!

Angelis: Não importa se ela é um monstro, afinal mãe é quem cria. E eu não tenho nada a me queixar, por que o que eu sou hoje eu devo a essa mulher que o senhor está preste a mandar embora, como se fosse um lixo.

Todos se emocionam. Daniel solta Germana e Angelis correr para abraça-la. As duas se abraçavam quando de repente Ângela faz uma revelação a todos.

Ângela: Você está certa Angelis, mas se eu não pude lhe dar o amor de mãe necessário, eu tive meus motivos.

Germana, Daniel, Nicolle, Andréa e Cleiton paralisam. Angelis fica sem entender, mas a emoção vai tomando conta dela. A grande top model admirada por ela era na verdade sua mãe. Ela nunca imaginaria o que a vida era capaz de surpreender as pessoas como ela estava surpreendida naquele momento. Ângela estende braços para Angelis, que corre para abraçar sua mãe.

Germana: Mãe? Mas…

Daniel: Como Ângela?

Ângela e Angelis se beijavam e se agarravam muito matando a saudade, naquele momento Angelis esquecia a dor de ter sido deixa no orfanato. Ângela explicava a todos o que havia ocorrido.

Ângela: Bom, quando eu fui embora do orfanato e adotada pelo Carlos, fui abusada sexualmente, por ele. E passou-se e eu não parava de ser violentada sexualmente, e foi nesse tempo que eu fiquei gravida da Angelis. Eu fiquei sem saber o que fazer. desesperada, apreensiva. Foi então que eu resolvi procurar a tia Socorro.

Ângela se lembrava dos fatos ocorrido anos trás.

{Flashback:

Carlos agarrava Ângela a fossa como de costume, ela se debatia. Ela não se importava se ela estava grávida ou não. O que ele queria era abusa-la.

Ângela: Me solta seu nojento! Para com isso, por favor!

Carlos: Você é minha, garota. E isso é a forma de você me pagar por ter tirado você daquele orfanato.

Lágrimas escorriam dos olhos de Ângela que desespera pega a primeira coisa que vê em sua frente.

Ângela: Para, por favor!

Carlos: Cala essa boca garota!

E ele da uma tapa em Ângela, que logo em seguida reage, quebrando uma garrafa na cabeça de Carlos.

Ângela: Morre desgraçado!

Carlos desmaia na hora. Ângela sai correndo desespera.

***

Chovia muito, Ângela andava sem rumo e desesperada, prestes a dar a luz. O que ela queria era sumir de perto do monstro do seu pai.

Ângela: (Chorando) Ajuda-me senhor! Ai que dor! Pra onde eu vou?

Naquele momento, Ângela lembra-se que estava próximo do orfanato, decidiu seguir caminho. Chegando lá a diretora leva um susto ao se deparar com Ângela grávida.

Diretora Socorro: Entre minha filha.

E foi ali que Ângela, viu por um momento sua salvação.}

Ângela: E o resto vocês já sabem!

Cleiton: Viram ai? É uma vagabunda mesmo aposto que seduziu o pai…

Daniel não aguenta ouvir o que Cleiton diz e o dar um soco na cara.

Daniel: Fora daqui vocês quatros! Fora, fora da minha casa!

Angelis vai até Daniel e suplica que ele deixe Germana.

Angelis: Pai, por favor! Deixa a minha mãe ficar. Por favor, deixa a Germana.

Daniel: Minha filha você não sabe o que essa mulher que você chama de mãe fez. A sua mãe é Ângela e vocês vão ter muito tempo para se entender.

Angelis ficava desaponta, mas ao mesmo tempo feliz em ter Ângela como sua mãe. Germana estende os braços para Angelis, que abraça.

Germana: Eu sempre vou ser sua mãe! Eu lhe amo minha filha. Eu sou capaz de dar minha vida por você, Angelis!

Daniel arrasta os quatros para fora de sua casa e eles caem todos na rua.

Germana: Ta vendo o que você fez seu traste? Colocou tudo a perder. A minha vontade é de estrangular.

Cleiton: Pois vem Germana, vem!

André e Nicole tomam as dores da Germana.

Andréa: Não vem não viu Cleiton? Pra fazer algo contra a Germana tem que passar por cima de nós.

Nicolle: Isso mesmo! É melhor tomar cuidado viu?

Germana: Some daqui Cleiton, toma teu rumo cara.

Cleiton: Eu vou, mas o desfecho dessa história não acaba aqui.

Cleiton ia para o seu apartamento. Germana e as outras e iam para sua casa que tinha ganhado de Daniel tempos atrás.

Dois meses depois…

Passaram-se dois meses e muita coisa tinha mudado. Ângela tinha engatado um romance com Daniel o seu grande amor do passado. Ele e Angelis foram morar com Stella e Ângela em sua mansão. Tudo parecia que as coisas tinham melhorado, só não sabiam eles por quanto tempo.

Daniel: meu amor, eu estou passando os dois meses mais feliz de toda a minha vida.

Ângela: Eu também meu amor! Você não sabe o quanto eu esperei por esse momento.

Os dois se beijavam. Angelis chegava.

Angelis: Ops desculpa atrapalha.

Daniel: Você nunca atrapalha filha.

Angelis: Mamãe, a gente não vai hoje ao orfanato, não?

Ângela: É mesmo! Vamos eu já estava pronta

Angelis: Eu também estou!

As duas se despediam de Daniel. Ângela e Angelis chegavam ao orfanato e logo eram surpreendidas, por alguém encapuzado fazendo-as d refém.

Quem será esse alguém encapuzado? O que será que quer com elas?

Fim do capitulo 20.