I N I M I G O S – chamada para o último capítulo

I N I M I G O S – chamada para o último capítulo

 

Na próxima terça,

I N I M I GO S

último capítulo

 

 

Porém na Terra ninguém consegue

um crime esconder

por mais que ele seja oculto

 

alguém pode o conhecer

Mesmo chegará o tempo

que a justiça há de saber… 

 

 

– Miguel – João buscou forças no infinito antes de se dirigir ao irmão – Eu não quero…

– Chega. Não quero mais ouvir lamentações. Nossa sentença está mais que determinada, João. Pela última vez te digo que não vou deixar que essa paixãozinha ridícula que você tem pela filha desse ai, estrague o nosso objetivo – Miguel terminou a frase puxando uma faca da bainha de sua calça.

Ardente rubor subiu às faces de Josué Ferreira ao ouvir o disparate de que um mero jagunço estaria se enrabichando pro lado de sua filha Maria Inês. A perturbação que lhe tomou de assalto foi tamanha que não conseguiu conter-se. Deu um salto na direção de Miguel, pouco se importando o que poderia acontecer dali por diante.

Por mais que estivesse vigiando o homem que até então lhe fora o seu patrão, Miguel não pôde deixar de ser surpreender com aquele ataque, e muito menos com o chute que ganhou no rosto, fazendo com que sua cabeça pendesse para trás e o corpo estatelasse no chão junto com o rifle, que saltou para fora de seu alcance.

João, ao ver o coronel partindo para cima de Miguel, correu em sua direção, mas Josué Ferreira conseguiu se esquivar, passando por baixo dele, partindo de novo para cima do jagunço caído, chutando sua mão que segurava a maldita faca, que logo aterrissou junto às demais armas caídas no entorno.

 

Francisco José Siqueira

Um belo dia, comecei a escrever sem saber que me acorrentara para o resto da vida a um amo nobre, mas impiedoso…

Deus quando nos dá um dom também entrega um chicote a ser usado especialmente na autoflagelaçao.

– Truman Capote –

* email para contato: f.araujo72@ig.com.br