Hierarquia – Capítulo 3

Hierarquia – Capítulo 3

Hierarquia

Novela de Débora Costa

Escrita Por

Débora Costa

Colaboração

Tainá Andaluz

Direção

Wellyngton Vianna

Núcleo

Cyber Séries

Personagens desse capítulo

ANTÔNIO

BÁRBARA

CARLOS

DIEGO

FRANCO

GAEL

GUILHERME

JÉSSICA

JÚLIA

LAURA

LIGIA

NÁDIA

OTÁVIO

PEDRO

SANDRA

Cena 1/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Noite.

A festa em comemoração ao aniversário de Franco começou, há muitos convidados e pessoas da imprensa, Franco e Laura dão atenção para todos que se aproximam sempre sorrindo e se deixando fotografar. Lígia se aproxima de Franco, segura o braço dele.

LÍGIA

Vovô eu quero te apresentar uma pessoa você pode vir comigo um instante?

FRANCO

Claro que sim Lígia.

Lígia leva Franco até onde está Pedro.

LÍGIA

Vovô esse é Pedro.

Franco olha Pedro de cima a baixo, estende a mão para cumprimentar Pedro que aperta a mão de Franco.

FRANCO

Eu queria mesmo te conhecer rapaz, você salvou Lígia de ser atropelada e queria te dar uma gratificação por isso.

PEDRO

Agradeço seu Franco, mas já tive minha gratificação quando a Lígia me contratou.

FRANCO

Deixa de bobagens dinheiro nunca é demais.

PEDRO

Obrigado mas não quero mesmo recompensa nenhuma.

Franco fica sério encara Pedro.

FRANCO

Problema seu rapaz.

Franco beija o rosto de Lígia e sai.

PEDRO

Lígia eu não queria ofender o seu avô.

LÍGIA

Não ofendeu Pedro ele é assim mesmo e você deve ter sido o primeiro que se negou a aceitar uma recompensa dele.

PEDRO

Eu quero uma recompensa sim, mas não a dele.

LÍGIA

Então de quem?

PEDRO

Sua dança comigo e ficamos quites.

Lígia sorri olhando Pedro.

LÍGIA

Combinado vamos dançar então.

Pedro e Lígia vão para a pista de dança, começam a dançar uma música lenta.

Cena 2/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Noite.

Jéssica está caminhando pelo jardim, Bárbara se aproxima dela.

BÁRBARA

Oi você trabalha no banco com meu marido não é?

Jéssica sorri simpática.

JÉSSICA

Isso mesmo, eu sou a gerente, meu nome é Jéssica.

BÁRBARA

Desculpa não lembrar seu nome Jéssica, mas como você percebeu não vou muito lá.

JÉSSICA

Não tem problema.

BÁRBARA

Mas não fica aqui sozinha, vem comigo, assim podemos conversar um pouco.

JÉSSICA

Adorei a ideia já estava ficando com tédio apesar da festa estar linda.

Cena 3/Int./Casa de Antônio/Quarto de Sandra/Noite.

Sandra está arrumando a cama, Antônio entra.

ANTÔNIO

Sandra você precisa de alguma coisa?

SANDRA

Não pai está tudo ótimo.

ANTÔNIO

Qualquer coisa só me chamar.

SANDRA

Pai eu quero conversar um pouco com você.

ANTÔNIO

Pode falar.

SANDRA

É sobre o pai da Mirella.

Antônio se senta, olha Sandra.

ANTÔNIO

Você nunca quis contar quem é.

Sandra se senta de frente para Antônio, está tensa.

SANDRA

Eu sei, mas esse segredo está acabando com a minha relação com Mirella, ela quer saber de qualquer jeito quem é o pai dela e eu decidi contar, mas antes quero falar com ele.

ANTÔNIO

Ele sabe que tem uma filha?

SANDRA

Por que você acha que ele me deixou?… Assim que contei que estava grávida ele me disse que não estava preparado para ser pai e terminou comigo, mas agora eu preciso que ele pelo menos fale com a Mirella, ela sofre por não saber nem o nome do pai dela.

ANTÔNIO

E como esse canalha se chama? Eu conheço?

SANDRA

Acho que não conhece, ele era meu patrão no banco, Gael Bittencourt.

Antônio se levanta, olha Sandra, está nervoso.

ANTÔNIO

Sandra fala pra mim que ele não tem nada haver com Franco Bittencourt.

Sandra olha Antônio sem entender a reação dele.

SANDRA

Eles são irmãos.

ANTÔNIO

Isso não é possível! Minha neta não pode ter nada com essa família maldita!

Sandra fica assustada.

Cena 4/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Noite.

Lígia e Pedro estão dançando, Franco observa, não está gostando, Diego se aproxima de Franco.

FRANCO

Até que enfim você apareceu! Olha lá a Lígia dançando com aquele rapaz, faz alguma coisa.

DIEGO

Não acho boa ideia Franco, a Lígia discutiu comigo por causa dele, se eu for até lá e fazer qualquer coisa é capaz dela nunca mais falar comigo.

FRANCO

Minha neta não pode ficar sendo vista com esse garçom! Vai até lá Diego e tira Lígia de perto dele! É uma ordem!

DIEGO

Está bem eu vou.

FRANCO

Ótimo, não chame a atenção das pessoas só dela.

Diego vai em direção a pista de dança, Laura se aproxima de Franco.

LAURA

Otávio pegou no sono.

FRANCO

Ainda bem, amanhã vou ter uma conversa muito séria com ele.

LAURA

Franco toda vez que você conversa com Otávio ele fica pior, é melhor eu falar com ele dessa vez.

FRANCO

Você não tem controle nem da sua vida Laura e quer aconselhar Otávio?

Laura encara Franco, se controla para não chorar.

LAURA

Eu abri mão de muitas coisas por sua causa Franco! Você entrou na minha vida para me afastar de tudo que eu amava.

Franco sorri, acaricia o rosto de Laura, a olha.

FRANCO

Sorria Laura e vamos dançar.

Laura bate na mão de Franco, está com raiva.

LAURA

Vai para o inferno Franco!

Laura vai saindo, Franco a segura pelo braço e aperta, o encara sorrindo, fala calmamente.

FRANCO

Se comporte ou amanhã vou mandar Otávio para bem longe.

LAURA

Você não seria capaz de fazer nada contra o seu próprio filho…

FRANCO

Depende, se for para o bem de Otávio que ele vá se tratar longe de mim, eu farei isso, ou não… Está em suas mãos meu amor, vai se comportar?

Franco sorri Laura o olha inconformada, fica com vontade de chorar.

LAURA

Vamos dançar Franco…

FRANCO

Assim que eu gosto.

Franco leva Laura para a pista de dança.

Cena 5/Int/Mansão Bittencourt/Sala/Noite.

Gael entra acompanhado de Nádia que olha a sala maravilhada.

NÁDIA

Que casa linda!

GAEL

Vou te mostrar tudo, mas garanto que o melhor dela é meu quarto.

Gael sorri beija Nádia.

NÁDIA

Não tenho dúvidas Gael.

GAEL

Meu quarto te mostro quando a festa acabar, mas as outras partes da casa posso te mostrar agora.

NÁDIA

Eu quero ir ver como a festa está.

GAEL

Claro vamos até lá.

Júlia entra olha Nádia fica surpresa ao vê – la.

JÚLIA

Nádia o que você está fazendo aqui?

NÁDIA

O que você acha Júlia? Fui convidada para a festa.

GAEL

De onde vocês se conhecem?

NÁDIA

Ela mora na mesma rua que eu, mas deixa pra lá Gael e vamos até a festa.

Gael e Nádia saem, Otávio desce as escadas, está bêbado, Júlia se aproxima.

JÚLIA

Otávio você não pode descer, sua mãe disse para não arrumar confusão.

OTÁVIO

A minha mãe é um anjo Júlia, mas o meu pai é um demônio, não merece festa nenhuma!

Júlia não sabe o que fazer.

JÚLIA

É melhor você voltar para o seu quarto Otávio.

OTÁVIO

Relaxa Júlia eu só vou buscar alguma coisa para beber.

JÚLIA

Eu vou e pego pra você, mas só se me prometer não ir até o jardim.

OTÁVIO

Não vou prometer nada.

JÚLIA

Então me espera aqui na sala, eu já volto.

Júlia sai, Otávio se senta na escada.

Cena 6/Int./Casa de Antônio/Sala/Noite.

Antônio e Sandra estão sentados.

ANTÔNIO

Laura aceitou se casar comigo, mas o dinheiro e poder do Franco fez com que ela o escolhesse… A família dela nunca me aceitou por eu ser pobre.

SANDRA

Essa história está muito estranha pai, se a Laura te amava e iria se casar com você por que te deixou de repente?

ANTÔNIO

Não sei filha, mas também isso já faz muito tempo, me casei com sua mãe e fui fiel a ela até o último dia de vida dela.

SANDRA

Mas nunca deixou de amar a Laura.

ANTÔNIO

Não vem ao caso… Mas me diz Sandra, o que você pretende fazer?

SANDRA

A única coisa que quero do Gael é que ele conheça Mirella, que se aproxime dela como pai, não quero o dinheiro dele, só quero ver minha filha feliz.

ANTÔNIO

Toma cuidado filha, essa gente não é confiável, mas conte me meu apoio.

Sandra sorri.

SANDRA

Obrigada pai, amanhã mesmo vou procurar o Gael.

Cena 7/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Pista de Dança/Noite.

Ligia e Pedro estão dançando.

PEDRO

Você trabalha com Franco no banco?

LÍGIA

Não, eu trabalho com a minha avó.

PEDRO

É mesmo? O que ela faz?

Lígia sorri olhando Pedro.

LIGIA

É sério mesmo que você não sabe o que ela faz?

PEDRO

Não faço ideia.

Lígia mostra o anel que está usando para Pedro.

LÍGIA

Esse anel ela que fez para mim, minha avó é designer de joias a mais famosa do país dona das joalherias Bittencourt, eu sou autora de joias.

PEDRO

Nossa mas que coisa mais chique.

Ligia e Pedro dão risada, Nádia vê Pedro com Ligia, fica com ciúmes, Diego se aproxima de Lígia, a tira de Pedro e a beija, Nádia sorri, Pedro fica sem graça, abaixa a cabeça, sai da pista de dança,Lígia empurra Diego, está brava.

LÍGIA

Você ficou louco! Por que fez isso?

DIEGO

Estou morrendo de ciúmes de você com esse herói Lígia, ele não é pra você.

LÍGIA

Eu não tenho nada com Pedro e se tivesse não seria assunto seu!

Lígia sai da pista de dança, Diego vai atrás dela a segura pelo braço, Lígia dá um tapa no rosto de Diego.

LÍGIA

Não encosta em mim! Aliás, nunca mais fala comigo! Me deixa em paz Diego!

Lígia se afasta de Diego que sorri com a mão no rosto.

Cena 8/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Noite.

Jéssica está tomando champanhe, olhando Guilherme e Bárbara dançando, está com ciúmes, Gael se aproxima, sorri.

GAEL

Jéssica você está muito linda!

JÉSSICA

Obrigada.

GAEL

O que você tem? Por que está com essa cara?

JÉSSICA

Seu sobrinho… Bancando o bom marido, feliz e dedicado, se você soubesse o ódio que estou sentindo, e pior que a Bárbara é uma pessoa legal.

GAEL

Jéssica você não vai passar a noite chorando por causa do seu amante, estamos numa festa, vamos nos divertir, vem dançar comigo.

JÉSSICA

Você não está com a Nádia?

GAEL

Não eu apenas a trouxe para a festa, o que não me impede de ficar com você.

Jéssica sorri, coloca a taça de champanhe na mesa.

JÉSSICA

Tem razão Gael, vamos lá.

Jéssica e Gael vão para a pista de dança, Guilherme observa e não gosta de ver os dois juntos.

Cena 9/Int./Mansão Bittencourt/Cozinha/Noite.

Carlos está escolhendo alguns vinhos, Laura entra.

LAURA

Carlos você viu Otávio? A Júlia disse que ele tinha saído do quarto mas não o encontro.

Carlos não olha para Laura, continua escolhendo os vinhos.

CARLOS

Não vi ele.

Laura estranha o jeito de Carlos.

LAURA

O que você tem contra mim? Eu nem te conheço, porque está me tratando dessa maneira?

Carlos encara Laura.

CARLOS

Você não me conhece, mas eu conheço coisas de você que são o suficiente para não gostar de você.

LAURA

Que tipo de coisas?

CARLOS

Por sua causa meu pai vive se lamentando pelos cantos, ele nunca conseguiu ser feliz nem com a minha mãe.

LAURA

Você está me confundindo com outra pessoa, se eu não faço ideia de quem você seja quem dirá o seu pai.

Laura vai saindo.

CARLOS

Antônio.

Laura fica parada, se vira olha Carlos.

 CARLOS

Eu sou filho do homem que você abandonou pelo dinheiro do Franco.

Laura chora em silêncio olha Carlos.

LAURA

Nunca precisei de nada que viesse do Franco, não deixei Antônio por isso, acredite, tive um motivo muito forte para deixar o homem que eu amava.

CARLOS

Eu tenho que trabalhar Laura, com licença.

Carlos vai saindo, Laura o segura, o olha nos olhos.

LAURA

Como ele está?

Carlos se solta de Laura, sai, Laura se senta e chora.

Cena 10/Ext./Mansão Bittencourt/Entrada/Noite.

Pedro está encostado no muro, pensativo, Nádia se aproxima.

NÁDIA

Você acha mesmo que uma patricinha igual a neta do Franco ia te dar bola?

PEDRO

O que você está fazendo aqui?

NÁDIA

Sou uma das convidadas da festa, e vi tudo o que aconteceu com você.

PEDRO

Não aconteceu nada, estou aqui descansando um poço.

Nádia dá risada.

NÁDIA

Sei.

PEDRO

Você não disse que foi convidada para a festa? Então entra lá e aproveita.

Lígia se aproxima, está preocupada.

LÍGIA

Pedro eu te procurei pela casa toda.

PEDRO

É melhor você entrar Lígia, seu namorado pode brigar.

LÍGIA

Diego e eu não temos mais nada Pedro, ele fez aquilo de propósito.

NÁDIA

Mas pra que tantas explicações, vocês estão juntos por acaso?

LÍGIA

E o que isso te interessa?

NÁDIA

Nossa, não está mais aqui quem falou.

Nádia entra, Pedro olha Lígia.

PEDRO

É melhor eu voltar para lá também.

LÍGIA

Espera um pouco, você acredita em mim não é?

PEDRO

Lígia você não me deve satisfação, nos conhecemos hoje por acaso, não somos nem amigos e acho que nem vamos ser.

Lígia fica triste.

LÍGIA

Por quê?

PEDRO

Você vive num mundo diferente do meu.

Pedro entra na mansão, Lígia fica chateada.

 

Cena 11/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Pista de Dança/Noite.

Jéssica e Gael estão dançando de um jeito provocante, Guilherme se aproxima.

GUILHERME

Fica longe dela tio!

Jéssica e Gael param de dançar, olham Guilherme.

GAEL

Mas Guilherme qual problema de dançar com a Jéssica?

GUILHERME

Você sabe muito bem! Ela é minha.

Jéssica dá risada.

JÉSSICA

Sua? Não Guilherme eu sou uma mulher livre, a Bárbara é sua.

GAEL

É sobrinho vai lá com sua mulher.

Gael puxa Jéssica pela cintura, a beija, Guilherme puxa Gael dá um soco nele chamando a atenção de algumas pessoas, Franco se aproxima.

FRANCO

O que está acontecendo aqui?

GUILHERME

Perdi a cabeça papai…

GAEL

Seu filho me bateu!

Bárbara se aproxima.

BÁRBARA

Está tudo bem?

Guilherme segura Jéssica pelo braço, está nervoso, olha Bárbara.

GUILHERME

Não! Vou resolver um problema com a Jéssica e não quero ninguém atrás de mim!

Guilherme sai puxando Jéssica pelo braço, Bárbara olha Franco.

BÁRBARA

O que ela fez?

FRANCO

Ficou se agarrando com Gael você não viu? Guilherme ficou bravo porque sabe que eu não suporto escândalo.

Gael sorri, se afasta.

BÁRBARA

Mas Guilherme exagerou com a Jéssica.

FRANCO

Confia em mim, não exagerou.

Cena 12/Ext./Mansão Bittencourt/Entrada/Noite.

Guilherme está puxando Jéssica pelo braço.

JÉSSICA

Para Guilherme! Você está me machucando!

Guilherme para de andar, segura Jéssica pelos braços, está bravo.

GUILHERME

Eu não te queria aqui! Você veio para me provocar!

JÉSSICA

Eu vim porque cansei de ficar trancada em casa! E ainda tive que ver você e sua mulher juntos!

GUILHERME

Você sabe que não suporto a Bárbara, isso que você viu é tudo fingimento! Mas o beijo que você deu no meu tio foi de verdade!

Jéssica chora.

JÉSSICA

Eu não suporto mais Guilherme! Não dá mais para fingir que está tudo bem sendo sua amante! Eu amo você! Ou você deixa a Bárbara ou vamos terminar porque vou enlouquecer assim!

GUILHERME

Não chora… Eu vou dar um jeito Jéssica, qualquer um, menos me separar de você.

Guilherme e Jéssica se beijam, Lígia se aproxima, vê o pai beijando a amante, fica com vontade de chorar.

LÍGIA

Papai!

Guilherme se assusta ao ouvir Lígia, a olha muito, se aproxima.

GUILHERME

Lígia eu posso explicar…

LÍGIA

Não precisa explicar, eu vi! Agora já sei por que você mal trata a mamãe, ela não merece isso.

Lígia se afasta, Jéssica olha Guilherme.

JÉSSICA

Aproveita agora Guilherme, conta toda a verdade pra ela e para a Bárbara.

Jéssica sai, Guilherme fica pensativo.

Cena 13/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Mais Tarde/Noite.

Otávio chega, está bêbado, olha Franco sendo simpático com os convidados, o garçom passa perto de Otávio com uma bandeja com bebidas, Otávio pega um copo toma de uma vez, sobe no palco, pega o microfone.

OTÁVIO

Gente atenção aqui.

Todos olham Otávio, Franco fica sério, olha Laura.

FRANCO

Tira ele de lá!

Laura se aproxima do palco, preocupada, Otávio a olha.

LAURA

Otávio desce dai meu filho.

Otávio segura a mão de Laura a puxa para o palco.

OTÁVIO

Laura Bittencourt! Essa merece todas as homenagens de vocês.

Otávio dá risada, aponta Franco.

OTÁVIO

Mas ele… Não merece nada, sabem por quê? Porque o grande Franco Bittencourt está cagando pra qualquer aqui, esse sorrisinho dele é falso, assim como tudo que ele faz.

Otávio dá risada, Laura fala baixo apenas para Otávio.

LAURA

Meu filho não faz isso, vem comigo, por favor.

As pessoas estão sem graça, Diego observa a cena de longe gostando.

OTÁVIO

Não mamãe me deixa falar para essas pessoas quem é o Franco.

Franco nervoso se aproxima de Guilherme.

FRANCO

Faz alguma coisa Guilherme! Ou eu mesmo subo lá e acabo com Otávio!

Guilherme sobe no palco, pega o microfone de Otávio, começa a dar risada.

GUILHERME

Já chega Otávio, vamos acabar com isso, gente nós queríamos pregar uma peça no nosso pai, foi tudo uma brincadeira.

Guilherme olha sério para Otávio sem as pessoas notarem.

GUILHERME

Não é Otávio?

Otávio olha Guilherme, olha Laura que está preocupada.

OTÁVIO

É, foi uma brincadeira.

As pessoas dão risada.

GUILHERME

Vem aqui papai.

Todos aplaudem, Franco sobe no palco.

FRANCO

Uma brincadeira assim ainda me mata filho.

Todos dão risada.

GUILHERME

Vou pedir para minha mulher e minha filha subirem aqui, vamos fazer um brinde ao meu pai.

Lígia está chateada sobe no palco com Bárbara.

Cena 14/Int./Mansão Bittencourt/Cozinha/Noite.

Diego entra olha Carlos enchendo as taças com o vinho que Franco gosta se aproxima.

DIEGO

É melhor você já levar o vinho, Guilherme vai fazer o brinde.

CARLOS

Já estou indo.

Carlos se vira, Diego derruba de propósito a garrafa de vinho no chão, finge ter ficado sem graça.

DIEGO

Como sou desastrado! E agora você tem outra garrafa do vinho?

CARLOS

Tenho sim, vou pedir para alguém vir limpar aqui e já trago.

Carlos sai, Diego olha em volta, pega uma chave, destranca uma das portas do armário, pega uma garrafa de vinho, enche uma das taças, guarda a garrafa dentro do armário, tranca novamente, pega a taça e sai.

Cena 15/Ext./Mansão Bittencourt/Jardim/Noite.

Lígia, Bárbara, Otávio, Laura, Guilherme e Franco estão em cima do palco.

FRANCO

Eu gostaria de dizer algumas coisas, serei breve, mas antes vou pedir para o Diego subir aqui também, para quem não sabe o considero um filho.

Diego se aproxima, sobe no palco, entrega a taça a Franco, o abraça, Diego fica ao lado de Lígia.

FRANCO

Quero agradecer a presença de todos, estou muito feliz com essa festa que minha neta Ligia preparou pra mim, essa noite está sendo especial apesar do susto que levei agora pouco.

Todos dão risada, Carlos sobe no palco servindo vinho, depois que todos pegaram as taças, Carlos desce do palco, Bárbara esbarra sem querer em Laura a fazendo derrubar sua taça.

BÁRBARA

Desculpa Laura!

LAURA

Não tem problema Bárbara eu pego outra taça.

FRANCO

Pega a minha taça meu amor.

Franco entrega a taça para Laura, Diego fica aflito, disfarça.

GUILHERME

Um brinde a Franco Bittencourt.

Todos brindam e aplaudem Franco, que sorri simpático e beija Laura, abraça Lígia, Bárbara, Guilherme, Diego, olha Otávio, o abraça e fala em seu ouvido.

FRANCO

Você vai me pagar muito caro pelo que tentou fazer.

Otávio olha Franco e sorri.

OTÁVIO

Não tenho medo de você.

FRANCO

Mas vai passar a ter.

Laura segura o braço de Otávio.

LAURA

Parem com isso, as pessoas estão olhando, eu vou levar Otávio para dentro.

FRANCO

Não, você vai cumprimentar as pessoas comigo.

Otávio beija o rosto de Laura.

OTÁVIO

Vou dar uma volta.

Otávio sai, Laura desce do palco com Franco.

LAURA

Posso saber até que horas vou ter que ficar sorrindo para as pessoas?

FRANCO

Até a hora que o último convidado for embora, e amanhã Otávio vai para uma clínica de reabilitação.

Laura olha muito Franco.

LAURA

Você não vai fazer isso com ele, Otávio não é viciado.

FRANCO

Um tempo internado vai ser uma lição para ele, quem sabe Otávio cresce.

Laura começa a se sentir mal, se segura em Franco.

FRANCO

O que foi?

LAURA

Não sei… Não estou me sentindo bem.

FRANCO

Não me venha com essa porque dessa vez Otávio não escapa!

Diego observa Laura de longe, está nervoso, Laura se senta, coloca a mão na cabeça.

LAURA

Franco não estou fingindo, estou com tontura…

FRANCO

Aguenta mais um pouco, depois você sai.

Laura se levanta e desmaia, Franco segura Laura e fica preocupado.

Fim do Capítulo

 

Close