Eu & as três – Capítulo 9

Eu & as três – Capítulo 9

No capítulo anterior Ygor saiu às pressas após ouvir Romão comentar com Clara a respeito da investigação da polícia sobre o caso dos assaltos ocorridos.Então se dirigiu até ao orelhão da praça e fez uma ligação misteriosa .

E esta ligação causou um desconforto em algumas pessoas,deixando-as um pouco exaltadas e preocupadas.

NA CASA DAS TRÊS
As três solteironas,entre elas se organizaram em vigília na janela que da vista à rua,então de tempo em tempo elas fazem um revezamento.

LILICA:Olha Candoca ,quando passar um homem diferente,estranho,você nos avisa ,assim poderemos lançar nosso charme.

CANDOCA:Homem ?Se for um só você acha que irei avisar a vocês?Irei eu mesma ao ataque pra fazer a minha desfesa.

MERCEDES:Então cada uma salva a sua presa quando se tratar de homens.E se o assunto for o outro,mesmo que a casa caia estaremos juntas.

LILICA:É isso aí meninas!

NA CASA DO PREFEITO
Ygor chega um tanto quanto agitado.

YGOR:Droga.Mil vezes droga.Onde foi que houve vacilo?

Carminha se aproxima.

CARMINHA:O que houve seu Ygor?O senhor parece nervoso ,preocupado?

YGOR:Me deixa em paz Carminha.Vá cuidar de suas panelas.

CARMINHA:Credo ,o senhor nunca me tratou assim.

Ygor se retira e Jorgeta entra.

JORGETA:Cruzes!Presta atenção por onde passa .Esse meu irmão tinha era que se casar pra ver se sossegava e se acalmava.

CARMINHA:Ele tá num nervo só.

JORGETA:Não se meta Carminha na vida de seus superiores.O seu local de trabalho é no fogão,no tanque e na faxina.

CARMINHA:O seu Ygor está desse jeito tem razão!Irmão de quem é.

JORGETA:Cala-te a boca e vá pra cozinha ,sua faladeira.

NA RUA
Pe. Bento sai pra fazer sua caminhada de rotina e…

PE.BENTO:Boa tarde seu Xereta.

XERETA:Boa.

PE.BENTO:A propósito,Xereta deve ser apelido.Qual é o seu nome?

XERETA:E porque o senhor quer saber?Por acaso és detetive?

PE.BENTO:Me desculpe.Não sabia que o senhor não gosta de falar seu nome.E tem algo em sua vida pra ser investigado?

XERETA:Padre,por favor vá embora!Me deixe com minha vida.

PE.BENTO:Tá bom .Fique na paz.

O padre se afastou um tanto confuso e preocupado com a reação de Xereta,pois o mesmo nunca agiu assim de forma grosseira com ninguém menos com ele que lhe é sempre solidário.

NA DELEGACIA

O prefeito Romão foi até à delegacia para saber se tem mais alguma novidade sobre as investigações dos assaltos.

S.MENEZES:Olha seu Romão,afirmaram com certeza de que a quadrilha realmente se aloja aqui e tem pistas de quem a compõe , ou seja o sub chefe e os demais integrantes ,só ainda não descobriram quem é o chefão,o manda chuva.

ROMÃO:Então a polícia está trabalhando mesmo.

S.LEITÃO:Sim seu prefeito,a qualquer hora a identidade desta quadrilha será revelada.

NA CASA DO PREFEITO
Clara se arruma e vai sair.

JORGETA:Onde a professorinha está indo?

CLARA:A professorinha orgulhosa,vai se encontrar com o futuro noivo e consecutivamente marido,Pedro.

JORGETA:Quanta decepção.Filha única e causar tanto desgosto aos pais.

CLARA:Aos pais coisa nehuma,meu pai vai me levar até ao altar com muita satisfação.Se a senhora está desgostosa,não posso fazer nada.Aliás posso e vou fazer sim,casar com Pedro.Tô indo.

JORGETA:Você e seu pai me aguarde.

NA CASA DE PEDRO

Clara então foi até à casa de Pedro ,fazer uma visita aos seus pais.

PEDRO:Pai e mãe,Clara minha namorada veio fazer uma visita a vocês.

LUCILA:Seja bem vinda Clara.

CLARA:Obrigada dona Lucila.

JOSÉ:Fique à vontade.

CLARA:Obrigada seu José.

LUCILA:Olha esse namoro de vocês me preocupa.Há diferença de classe social e sua mãe é muito insuportável.

CLARA:Nada disso que a senhora disse dona Lucila é maior e nem impedirá o nosso amor de crescer cada vez mais .

PEDRO:É verdade mamãe.E além do mais o pai dela nos abençoou.

LUCILA:A preocupação é a mãe dela.O pai coitado…

JOSÉ:Lucila ,respeite a moça,não fale assim do pai dela.

CLARA:Não se preocupe seu José,mas é verdade meu pai é um coitado nas mãos de mamãe.Mas aos poucos estou tentando ajuda-lo a ter pulsos firmes.

PEDRO:E em breve ficaremos noivos.

LUCILA:O que nos resta então né José é abençoar estes dois para que sejam felizes nesta decisão tomada.

E todos se abraçam.

LUCILA:Mas uma coisa é certa sua mãe minha filha vai fazer muita zueira com esse namoro de vocês.

A aceitação de Lucila e José trouxe mais segurança e fortalecimento ao namoro dos jovens.

NA CASA DO PREFEITO
Jorgeta, está brava como uma pimenta malagueta com Romão e Clara por causa desse namoro da filha com o gari.Então a primeira dama toma uma decisão rígida com o marido e a filha.Colocando-os à prova.

JORGETA:Que bom que os dois estão chegando juntos.

CLARA:Que bom por que ,mamãe?

JORGETA:Tomei uma decisão e quero coloca-los a par.

ROMÃO:Do que se trata Jojô?

JORGETA:Então Clara está decidida a levar a ideia de namoro com o gari à frente e você Romão aceitou esse absurdo.

CLARA:Verdade mamãe,estou decidida e vamos nos casar.

ROMÃO:E eu minha querida aprovei o namoro e casamento entre os dois.

JORGETA:Pois bem,dou pra você minha filha uma semana pra dar cabo a este namoro,ou então …

CLARA:OU então o que mamãe?Seja o que for,eu e Pedro continuaremos juntos,nada vai nos separar.

JORGETA:Dou uma semana pra terminar com esse namoro ou você e seu pai terão que sair desta casa.

Romão se levanta e…

ROMÃO:É isso Jorgeta?è muito fácil de resolver esta questão.Ou seja tá resolvida.

JORGETA:Sim.Uma semana.

ROMÃO:Não precisa de uma semana.Filha vá ajeitar suas coisas que hoje mesmo nós dois vamos nos retirar desta casa.Não quero que você seja mais uma a sofrer com as loucuras de sua mãe.A partir de hoje iremos romper este elo de sofrimento que vivemos aqui dentro.Fique tranquila Jorgeta,Clara e Pedro mandarão o convite do casamento pra você.

Clara se emociona ao ver o pai reagindo às imposições da mãe e o abraça.

CLARA:Obrigado papai por ser que o senhor é.Olha mamãe vamos sair sim e seremos felizes.Espero que a senhora arranque esta amargura e arrogância que a senhora guarda no coração e jogue fora pra ser um dia feliz também.

Romão e a filha,saíram e foram morar em um apartamento que a prefeitura mantêm,caso o prefeito queira morar nele.