Eu & as três- Capítulo 1

Eu & as três- Capítulo 1

Fim de tarde de uma sexta-feira em Pedras de Minas. Jorgeta a 1ª dama da cidade,caminha pelas ruas em direção à prefeitura.

CARETA (mendingo):Outra vez a senhora está indo para a prefeitura?Deixa o seu prefeito trabalhar em paz!

JORGETA:Escuta aqui seu imundo:o que esse monte de lixo tem a ver com minha vida?Eu vou à prefeitura a hora que eu quiser.Vai rolar na poeira seu maltrapilho,coisa que você faz muito bem.

(Jorgeta segui sua direção)

CARETA:Rabujenta,nojenta,pestilenta.Vai desviar mais algum dinheiro do povo.Seu Romão faz tudo que senhora quer.É um bunda mole mesmo.

CENA  02

Gabinete do prefeito Romão.

CARLA:O senhor me chamou seu Romão?

ROMÃO:Sim,quero que chame o motorista Luiz e mande ele levar aquelas cesta básicas para aquele povo lá do morro.Agiliza antes que Jorgeta apareça por aqui de novo e começa com aqueles chiliques dela.

CARLA:Tudo bem seu Romão.

( Carla se retira)

ROMÃO:Tomara que jorgeta não apareça,senão será aquele barraco.Eta mulher agitada.

CENA  03

Enfrente à prefeitura.Luiz e Carla estão organizando as cestas básicas no caminhão.

CARLA:Precisamos ser rápidos Luiz.Se aquela megera chegar aqui,pobres dos carentes lá do morro.

LUIZ:Coitado do seu Romão,não merece aquela mulher como esposa.Ela faz dele gato e sapato.

CARLA:Ah,não!Olha quem está vindo.

Jorgeta ao avistar aquele caminhão sendo lotado,ela para e observa….

JORGETA:Mas o que é aquilo?Preciso checar do que se trata.

Caminha novamente e começa gritar com os funcionários.

JORGETA:Mas o que é isso?Quem deu autorização pra vocês estarem lotando este caminhão com esta mercadoria.

LUIZ:Ora dona Jorgeta,o prefeito seu Romão.Ele pediu pra entregar estas cestas básicas para as famílias carentes lá do morro.

JORGETA:Pois pode parar,quem da ordem e quem autoriza aqui sou eu.Romão sabe muito bem disto.Ele não sabe administrar.

CARLA:Mas ele é que é o prefeito.O povo elegeu a ele como prefeito.

JORGETA:Cala a boca menina,se não quiser ir pro olho da rua.Retirem isso tudo e coloquem no depósito enquanto eu falo com Romão.

Jorgeta sai e vai falar com Romão.

CENA  04

JORGETA:(ainda no corredor) Romããããããoooooo.

Romão ouve os gritos de Jorgeta e se esconde debaixo da mesa,e Jorgeta entra no gabinete.

JORGETA:Que história é essa de mandar levar aquelas cesta básicas pra aquela gente lá do morro??Romão.Romão.Ah,se escondeu.Seja homem agora e sai daí .

ROMÃO:Tem famílias lá que estão passando fome,Jojô.

JORGETA:Fome.Estão passando fome porque são um bando de preguiçosos.Por que não trabalham?Você não vai encher a barriga de gente atoa,não.essa mercadoria nós vamos vender , e com o dinheiro vamos montar o escritório de nossa filha engenheira que estará chegando a manhã de Belo Horizonte.

ROMÂO:Então tá,Jojô.Se você acha que dará certo,pode fazer assim.

JORGETA:Isso mesmo,eu sei o que é melhor pra esta cidade.Estou indo pra casa,não demore ,senão eu volto.

ROMÃO:Já estou indo querida.

Jorgeta sai da prefeitura e segue em direção à sua casa.

CENA  05

Enquanto caminha de volta para casa,Jorgeta encontra com Mercedes,Lilica e candoca,as 3 solteironas.

LILICA:Aff!Lá vem a 1ª dama .

MERCEDES:Se ela começar a armar o barraco ,eu vou terminar.

CANDOCA:Não dê atenção ,vamos passar e fingir que ela não é ninguém.

JORGETA:As três encalhadas,estão indo procurar homens.

MERCEDES:Sim,estamos indo até a prefeitura pegar um velho que tem lá.Que é casado com uma velha futriqueira.

JORGETA:Ah é!Eu vou te mostrar quem é velha futriqueira.

(Jorgeta ameaça a bater nas 3 com a bolsa)

De longe,Ygor,irmão de Jorgeta vê aquela agitação e ….

YGOR:Mas o que é isso minha irmã.Brigar em praça pública com três senhoras!

CANDOCA:Espera aí seu Ygor.Três senhoras não!Três donzelas.Pois nós somos virgens ainda.

LILICA:É isso mesmo, nenhum homem tocou a gente ainda.

JORGETA:Nesta idade.Nem vão ser tocadas.

MERCEDES:Vamos embora,não vamos perder tempo com essa velha louca.Vamos até ao orelhão fazer receber uma ligação.

YGOR:Vamos pra casa Jorgeta.Para com essa pouca vergonha.

E todos se dirigiram para suas direções desejadas.

( CENA 06)

E é chegada a noite e  a cidade se recolhe     para ter  uma noite de paz e de descanso.

Mas na cidade vizinha aconteceu mais um assalto,e o soldados na delegacia recebem a notícia e o pedido de atenção para a cidade.

SOLDADO MENEZES(desliga o telefone) Mais um .Já está virando rotina .

SOLDADO LEITÃO:Não vai me dizer que é outro assalto?

S.MENEZES:Mas,é isso mesmo.E outra vez nem sinal dos bandidos.

S.LEITÃO:Mais uma noite sem dormir,vigiando a cidade.

NO DIA SEGUINTE

CENA  07

Casa do prefeito Romão.

JORGETA:Vamos Romão ,nossa filha já deve ter chegado na rodoviária.Que homem lerdo.

ROMÃO:Calma Jojô,já estou indo.

JORGETA:Carminha,vai ver o que Romão está fazendo pra demorar tanto assim.

CARMINHA:Estou indo.Mas por que a senhora não dá um tempo para ele .

JORGETA:Anda logo sua língua grande.Faça o que eu estou mandando.

CENA 08

Enquanto isso,Clara está na rodoviária esperando seus pais para apanhá-la.Foi quando ele avistou um jovem que estava varrendo o pátio e se aproximou dele.

CLARA:Olá!Bom dia.

PEDRO:Bom dia,moça.

Nesse momento os olhares dos dois se cruzaram,e ali nasceu um sentimento especial.Antes mesmo de se apresentarem ,os pais da jovem chegaram e ela foi encontrá-los.O casal e a filha ficaram felizes ao se reencontrarem.Agora a moça veio pra ficar,já está formada.E este fato trará alegria e aborrecimento para o ceio da família.