DOIS DESTINOS – CAPÍTULO 17

DOIS DESTINOS – CAPÍTULO 17

10/01/2018 Dois destinos No ar Web Novela 0

CAPÍTULO 17

 

DO AUTOR

MARCELO MAIA

 

 

CENA 01 – MANHÃ/ ADMINISTRAÇÃO MVIDA/ SALA DE REUNIÕES/ INT.

 

TODOS COMEÇAM A ADENTRAR A SALA.

Marion – Estão todos aqui?

Catarina – Não querida! – Afirma ela sentindo falta de uma pessoa.

Marion – E quem falta?…

Pedro -… Marcelo!

Marion – Referente à isso mesmo que solicitei está reunião extraordinária.

Davi – Isso mesmo, iremos apresentar algumas coisas há vocês.

Catarina – Mudanças?… E seremos avisados agora?

Marion – Sorrindo – Você tem sorte que iremos lhe avisar amada, podia ser bem pior não acha?

Catarina – Nervosa – Você me convocou aqui para isso Marion?

Marion – Calma amor, deixa eu explicar, ou melhor… Davi quem vai explicar.

Davi – Isso mesmo, quero apresentar à vocês as mudanças.

Pedro – OK…

Davi – Primeira coisa, é que o Marcelo não faz mais parte de nossa equipe! Ok?

Catarina – Como assim?… – Assustada com o que ouve.

Marion -… Simples flor, ele não quis aceitar as mudanças, então… Foi desligado literalmente. À partir de agora o novo vice presidente da empresa MVida é meu filho Davi. Meu querido filho Davi.

Todos – Olhando para Marion e Davi.

Catarina – Sorrindo – Está falando sério?…

Marion – Por quê?… Você acha que estou brincando?… Ele é muito mais capacitado do que você querida. Não acha?

Pedro – Você deveria ter mais respeito, sabia Marion?

Marion – Você quer que eu fale o que você deveria ter?

Davi – Senhoras, vamos manter o foco desta reunião, ok?

Marion – Continuando… Meu filho, como havia dito assume a vice-presidência e sem mais. Estava postergando este comunicado há um tempo.

Juliana – Entra desesperada na sala – Marion…

Marion – O que foi garota? Tá maluca entrar assim na minha sala?

Juliana – Ofegante – Tem alguns policiais na recepção.

Catarina – Será seu fim Marion… – Sorrindo.

Marion – Olha para Catarina e sorri – Nunca querida… Mas diz o que eles querem secretária.

Juliana – Acharam o Senhor Marcelo morto está noite, na casa dele.

TODOS SE ASSUSTAM O A NOTICIA, MENOS DAVI E MARION, QUE SE MATEM FRIO O TEMPO TODO.

Marion – Pode chamar o senhor Delegado, já que estamos todos aqui e pega os depoimentos. Pode ser? – Perguntando aos demais que estão na sala.

TODOS – CLARO.

Marion – Perfeito.

** 1 MINUTO DEPOIS, ENTRA O DELEGADO.

Delegado – Bom dia senhores.

Todos – Bom dia.

Delegado – Acho que o assunto já foi adiantando né? Pois bem… Nesta manhã o sindico do prédio onde o senhor Marcelo reside, ligou a policia anunciando a morte do mesmo. Já solicitamos as analises das câmeras de seguranças. E por saber que o mesmo trabalha aqui, decidir vir primeiro aqui dar as informações cabíveis a também colher depoimentos. OK?

TODOS – OK!

Marion – A família do mesmo já sabe?

Delegado – Pelo que entendi sim, estão ciente.

Catarina – Só retificando uma coisa, ele não trabalha mais aqui, ou trabalha Marion?

Delegado – Como assim?… Não entendi!

Catarina – Sorrindo – Surpreso Delegado, pois é…. Todos nos também ficamos quando soubemos! Mas acredito que a Marion consegue lhe dar maiores explicações.

Delegado – Olha para Marion – Ótimo, já esclarece tudo!… Aproveitando, você será a primeira a dar o depoimento. Afinal, duas mortes envolvidas!

Marion – levemente assustada – Mas eu não fiz nada…

Delegado – Veremos…

Marion – Você está desconfiando Delegado?

Delegado – Devo acreditar em você?

Marion – Não tenho nenhum antecedente querido.

 

 

CENA 02 – MERCADO MVIDA/ VESTIÁRIO/ INT./ MANHÃ.

 

Em uma roda de conversa, está Vi, Bi e Luciano, sorrindo muito.

Bi – Como vocês são bestas.

Luciano – Juro que gostaria de descobrir seu nome é tão estranho assim?

Vi – O nome dele é muito feio, sabe quando a mãe quer chipar os nomes, é tipo isso!

Bi – Não gosto nem de pensar sabia. Me lembro como eu sofria na escola. – sorrindo.

Vi – Era uma humilhação né amigo.

Bi – Aff!

Luciano – Só para saber, como anda as coisas na sua casa?

Bi – As coisas em casa nunca andam né. Sempre a mesma coisa, a mesma ladainha, e o preconceito.

Vi – Você sofre muito né meu amigo?!

Bi – Mas um dia tudo vai ficar bem. Eu tenho certeza.

 

CENA 03 – AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS – SP/ TARDE/ INT.

 

Mohamed Said – حتى هنا هو البرازيل … الآن هو الوقت المناسب لتحقيق العدالة!!!

TRADUÇÃO: Então aqui é o Brasil… Agora é a hora de fazer justiça!!!

FOCO EM MOHAMED SAID. (O filho do Mohamed)

 

CENA 04 – CARTÓRIO DE ARUJÁ/ INT./ TARDE.

 

Juliana – Certeza que você quer fazer isso?

Davi – Absoluta!

Juliana – Então vamos!!

Davi – Me chama de meu amor?

Juliana – Claro, meu amor!! – sorrindo.

Davi – Eu te amo… – Abraça Juliana.

FOCO CAMERA NO ROSTO DE JULIANA QUE SORRI DA ATITUDE DE DAVI.

Juíza – Senhor Davi e Juliana, por favor, podem entrar.

Davi – Vamos meu amor, é agente!

Juliana – Vamos, claro!

Davi – Eu te amo.

Juliana – Também.

Os dois entram na sala da Juíza, e ficam frente à frente, e a mesma começa a falar…

Juíza – É de livre e espontânea vontade que você Davi aceita Juliana, como sua legitima esposa?

Davi – SIM!!!

Juíza – Ótimo, e você Juliana, é de livre e espontânea vontade que aceita se casar com Davi?

Juliana – Sim.

Juíza – Então, diante do Sim, eu os declaro Marido e Mulher. Pode beijar a noiva.

Davi e Juliana, dão um selinho.

 

CENA 05 – MANSÃO DE MARION/ NOITE/ EXT.

 

Parando dois carros de policia em frente à mansão de Marion. Desce alguns policiais e o Delegado. E tocam o interfone.

Marion – Boa noite, o que deseja?

Delegado – Boa noite gostaria de falar com a Senhora Marion.

Marion – Pois não, sou eu mesma!

Delegado – Aqui é da policia, tenho uma denuncia em mãos, a senhora pode nos abrir o portão?

Marion – Assustada – Sim, um momento. – Desliga o interfone e se desespera, andando de um lado para o outro. – O que a policia quer comigo?…

Marion abre o portão para entrada dos carros de policia.

Todos adentram o jardim, e ao descer do carro vão até a porta principal da casa que a mesma aguarda os policiais.

Todos – Boa noite.

Marion – Boa noite, em que posso ajudar?

Delegado – Boa noite senhora, desculpe lhe importunar essas horas, mas recebemos uma denuncia, e estamos com um mandado de prisão.

Marion – APAVORADA – OI?

Delegado – Pega o documento e dá para Marion – Está aqui…

Marion -… Mas qual o real motivo desta calunia?

Mohamed Said – Desce do carro, olha para Marion e imediatamente diz – Acha que iria deixar passar tudo assim em branco?

Marion – Quem é você!

Mohamed Said – O filho do homem que você matou por dinheiro!!

 

[CONTINUA NO PRÓXIMO CAPITULO]

Marcelo Maia

Amo escrever… Cursando Roteirista. Apaixonado pelas Antagonistas.