CS Indica: Voo Noturno

CS Indica: Voo Noturno

 

Imagem relacionada

 

 

 

Boa noite amigos, hoje o CS Indica traz uma dica de filme de suspense maravilhoso, daqueles que realmente provoca nossa curiosidade para o final. Voo Noturno (2005), dirigido por  Wes Craven e estrelado por Rachel McAdams, como uma gerente de hotel enredada em uma trama de assassinato por um terrorista (Cillian Murphy), enquanto a bordo de um voo noturno para Miami. A trilha sonora foi composta e conduzida por Marco Beltrami.

Vamos contar um pouco do que a história nos traz

Resultado de imagem para voo noturno filme

Depois de assistir ao funeral de sua avó, em Dallas, Texas, Lisa Reisert (Rachel McAdams) pega um voo noturno para Miami, Florida. Enquanto na linha de check-in ela conhece Jackson Rippner (Cillian Murphy), que está embarcando em seu avião. Após o seu voo estar atrasado devido ao mau tempo, Lisa encontra-se com Jackson novamente no bar e conversar uns com os outros enquanto tomam uma bebida.

Resultado de imagem para voo noturno filme

Ao embarcar, Lisa descobre, para sua surpresa que Jackson está sentado ao seu lado. Depois de decolar, Rippner revela que ele é um agente terrorista trabalhando para um grupo que tem a intenção de assassinar o secretário da Segurança Interna dos Estados Unidos Charles Keefe (Jack Scalia) e sua família. Lisa é fundamental para seus planos por causa de seu trabalho como Gerente Interina no Lux Atlantic Hotel, onde a família Keefe está hospedada. O plano de assassinato é usar um lançador de mísseis portáteis a partir de um barco em um porto próximo e dispara-lo no hotel. Para que isso funcione, Rippner deve forçar Lisa a fazer uma chamada de telefone no voo e encomendar os funcionários do hotel para mudar de reservas da Keefe para uma suíte de frente para o porto. Se ela se recusar a cooperar, ele vai implantar um assassino para matar seu pai, Joe (Brian Cox), em sua casa em Miami.

Resultado de imagem para voo noturno filme

Resultado de imagem para voo noturno filme

Lisa tenta encontrar uma maneira de manter tanto seu pai e Keefe seguros. Quando ela faz uma chamada para o hotel, respondida por seu colega de trabalho, Cynthia (Jayma Mays), a linha vai morrendo a meio caminho da conversa, e Lisa tenta (sem sucesso) enganar Rippner em pensar que ela ainda está ordenando a mudança de quarto, mas Jackson a captura. Ela, então, faz duas tentativas frustradas de alertar os outros passageiros do perigo. Ela primeiro tenta escrever um aviso em um livro, quando a velha senhora do check-in que ela conheceu e deu o livro a trata de falar com ela sobre isso, mas Jackson, no entanto, lhe dá uma coronhada que a deixa inconsciente depois de descobrir e gerencia para obter o livro de volta antes que a mulher veja a mensagem. O segundo momento é quando telefones a bordo caem devido às tempestades. Lisa vai para a sala de descanso, e escreve um aviso – em sabão – no espelho. Enquanto isso, Jackson percebe que o Serviço Telefônico de Voo JetPhone está de volta em uso. Ele dirige para o quarto de descanso, e aparece na porta para informar Lisa, que está prestes a sair. Ele então vê a escrita no espelho, e obriga Lisa de volta para dentro. Quando Lisa implora para ele não matar seu pai, Jackson simplesmente responde dizendo que ela deveria parar de jogar com a vida dele. Ele, então, percebe uma cicatriz acima do peito de Lisa, e pergunta a ela se alguém fez isso com ela. Quando ela diz não, ele acredita que ela está mentindo e, em seguida, começa a sufocá-la – e mostra sua raiva por ela não ser honesto, quando ele era tão honesto com ela. Depois de deixá-la ir, ele começa a usar papel-toalhas embebidas em água para limpar a mensagem no espelho.

Imagem relacionada

Quando Lisa e Jackson voltam para os seus lugares, Lisa faz o telefonema, e os funcionários do hotel mover o político para a suíte alvejada. Após a chamada, ela pede Rippner para cancelar o homem fora da casa de seu pai, mas recusa-se até que ele tenha a confirmação do assassinato. Quando ela expressa a preocupação de que o assassino pode ficar impaciente e agir antes de ser cancelado, Rippner tranquiliza a ela que ele só vai agir sob as ordens de Rippner, que “ele é um bom cão, ele só responde ao som da voz de seu mestre”.

 

 

Como o avião pousa, Lisa confessa que a cicatriz de faca era de um estupro violento que ela sofreu há dois anos, que ela jurou que nunca iria deixar acontecer novamente. Ela então apunhala Rippner na garganta com uma caneta que ela roubou de outro passageiro, leva o seu telefone e foge do avião e terminal, escapando tanto Rippner e segurança do aeroporto. Uma vez fora, ela rouba um SUV nas proximidades. Percebendo que o telefone tem uma advertência de bateria fraca e pode morrer a qualquer momento, ela mais uma vez chama o hotel, alertando Cynthia do perigo. Cynthia puxa o alarme de incêndio para evacuar o prédio e corre para avisar Keefe e sua família, que estão no conjunto alvo. Cynthia, os Keefes e agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos conseguem escapar da sala segundos antes de um míssil Javelin os atingir.

Imagem relacionada

Lisa, ainda dirigindo, tenta chamar seu pai, mas a bateria do telefone celular morre. Ela corre para a casa de seu pai, chegando a encontrar o assassino de fora de sua porta, e corre-lo para dentro da casa, matando-o. Lisa descobre que seu pai está lá dentro, e ele diz a ela que ele chamou a polícia por causa do acidente de carro. Enquanto que Lisa telefona para o hotel para verificar que todos estão bem, Rippner chega e ataca seu pai. Ele persegue-a através da casa com uma faca e lutam até que Jackson consegue jogar Lisa por um lance de escadas. Lisa recupera a arma do assassino morto no chão e ameaça Rippner com ele. Ele tenta escapar, mas Lisa atira nele antes que ele fuja. Ele desarma e ataca-la quando, finalmente, o pai de Lisa atira em Rippner, incapacitando-o como a polícia finalmente chega.

Mais tarde, no hotel, Keefe e o Serviço Secreto agradecem Lisa e Cynthia por salvá-lo e à sua família do assassinato.

Wellyngton Vianna

Recifense, 23 anos, CEO fundador do CYBER SÉRIES.

“Escrever liberta, podemos criar, recriar e inovar. Podemos tornar públicas as nossas idéias”.