Bom tarde leitores!

Nosso convidado de hoje é o Maike Silva e Alves, jovem rapaz paulista, 23 anos de idade, assistente de Faturamento e Estudante de Pedagogia e escritor em seus momentos de inspiração. Está atualmente namorando (Sério)  e além de tocar o “Farol cultural”, seu site de notícias e novidades sobre o mercado cinematográfico, televisivo e literário, Maike é um dos membros administradores do CYBER SÉRIES. Fizemos algumas perguntas que com certeza nos ajudarão a conhecer melhor o blogueiro e escritor, vamos acompanhar?

 

  • Quando ingressou no mundo virtual como blogueiro?

“Em Outubro de 2016. Assistindo a Série Scream eu conheci Podcast. Nunca tinha ouvido falar sobre. Comecei a pesquisar e conheci um pessoal que gravava para um site. Eles me chamaram para escrever resenhas também e eu topei. Hoje comando o site sozinho porque eles desistiram da ideia”.

  • Você é escritor também, algo a dizer sobre?

“Sim. É difícil. Tem dia que estou inspirado, tem dia que não. Às vezes eu escrevo algo e penso que sou o novo Halan Cober. Às vezes escrevo algo e me odeio. Eu escrevo no Wattpad mais como forma de treinar. Um dia quero ser bom o bastante para publicar algo digno de ser comentado no The New York Times… haha”

  • Teve dificuldades para concluir alguma obra?

“Olha, o meu Livro Máscaras que eu atualizo semanalmente na plataforma Wattpad está em processo há algum tempo. Eu já mudei a história toda pelo menos cinco, seis vezes. Então na primeira obra estou tendo bastante dificuldade de terminar”.

  • Na sua opinião, qual a importância da leitura e escrita na vida de alguém?

“A leitura é de suma importância. Não há como você se tornar escritor ou almejar isso sem antes de tudo ser um bom leitor. E esse “bom leitor” envolve sair da zona de conforto e ler gêneros que você odeia. No meu caso, detesto drama, romance e medieval. Mas estou dando abertura para esse tipo de literatura. Pode ajudar a inspirar. Já a escrita é essencial para a vida. Sem isso não haveria livros de medicina por exemplo. Todos tem potencial para ser escritor. Mas nem todos dão à cara a tapa”.

  • Como surgiu a ideia de escrever o livro “Mascaras”? Houve algo ou alguém que o inspirou?

“Não de forma positiva… rsrs. O livro conta a história de um garoto que sobrevive ao ataque de um serial killer e acaba se tornando o alvo deste. Muito do personagem principal eu baseio em mim mesmo. A personalidade, as características físicas, o comportamento… Já o serial killer eu também me inspirei numa pessoa que esteve próximo de mim, mas prefiro não comentar para não receber um processo. Os dramas que faço os protagonistas passarem é levemente baseado em fatos reais. haha”

  • O seu site, o farol cultural é muito diversificado, possui conteúdo interessante, parabéns. Quanto de dedicação precisou para desenvolvê-lo?

“Até hoje estou tentando desenvolve-lo. É um processo constante e que demanda tempo e força de vontade. Nem todo dia eu tenho vontade de escrever. Mas mesmo assim, eu sei que tem pessoas que entram lá todo dia para ver as novidades. Eu ainda estou tentando achar a forma certa. Eu falo de séries, filmes, animes e livros. É bastante coisa, e às vezes me pergunto se não deveria focar mais numa coisa só. Mas gosto de todos esses nichos e me sinto na obrigação de fornecer isso aos meus leitores. Então faço uma forcinha para falar sobre um pouco de tudo”.

  • Quais seus objetivos na vida? Gostaria de destacar?

“Eu estudo pedagogia porque amo. Adoro trabalhar com essas pessoinhas. Adoro escrever para blogs e espero que um dia isso se torne algo rentável financeiramente falando. Não quero depender apenas do meu emprego como professor, porque sei que a remuneração deles não é boa. Não quero ser o tipo de professor que tem quatro empregos e não conhece seus alunos a fundo. Quero fazer a diferença na vida delas. E escrevo meu livro porque gosto da possibilidade de colocar minha criatividade em algo que mais pessoas possam ler. Pretendo fazer Letras quando acabar Pedagogia para trabalhar com adolescentes também. Talvez por ter tido uma infância turbulenta eu me sinta na obrigação de não permitir que outros passem por situações semelhantes. Eu tenho muitas ideias na cabeça, mas tento manter os pés no chão. Sou sonhador, e se der corda eu já me imagino morando no Canadá e dirigindo um filme Blockbuster. haha”

  • Em nosso site(Cyber Séries), você posta pro quadro Hilário. O que acha do programa?

“Eu não sei se sou engraçado. As pessoas dizem que sim. Elas dão risada das coisas que digo e das situações catastróficas que eu passo. (Não são poucas, acredite). Juntando isso ao fato de ser Sagitariano, acho que algum tom cômico eu devo ter. Acho a ideia superinteressante, e penso que um dia poderemos fazer essa mídia em formado de vídeo em vez de escrito. Se eu criar coragem quem sabe…”

          Quais seus planos na equipe de administração do CYBER SÉRIES ?

“Roubar o site pra mim. Hahaha. Eu estou aqui para somar. Meu objetivo é ajudar no que eu puder. Comecei a escrever para blogs há pouco tempo, mas tenho artigos publicados em vários sites. Isso me deixa contente. Espero que a minha parceria com o Cyber possa render ao menos boas risadas para todos”.

 

——————————————————————————————————————————-

 

Bom, gostaríamos de agradecer a participação do Maike, por nos conceder esta entrevista e por fazer parte de nossa equipe. 

Próximo sábado teremos mais um convidado especial e o faremos contar tudo, não perca!

Wellyngton Vianna

Recifense, 23 anos, administrador chefe do CYBER SÉRIES. Estudante de jornalismo. "Escrever liberta, podemos criar, recriar e inovar. Podemos tornar públicas as nossas idéias".

Relacionados

  • Bom dia gente!

  • kkkkk Muito bom, achei que era só eu que mudava a história trocentas vezes! Ótima entrevista parabéns Maike!