Além da porteira: Capítulo 46

Além da porteira: Capítulo 46

 

Capítulo escrito por: Luiz Lisboa

Classificação indicativa: 

 

 

ÚLTIMOS CAPÍTULOS

( DIAS  DEPOIS ) 

                    NA  FAZENDA

Ceição e Flor na cozinha conversam sobre o casamento de Promessa e Carlos.

FLOR: Tô achando esse casamento de Promessa muito frio.Só falta uma semana e não tem nada organizado.

CEIÇÃO: Sabe que eu já pensei nisso Flor?Tá tudo muito calmo.Só o patrão que está mais entusiasmado,animado.

Caminhando pelo jardim da fazenda…

PROMESSA: Estou tão feliz!

CARLOS: É minha amiga,mas o tempo está esgotando,só falta uma semana para o nosso casamento.O que será?

PROMESSA: Não se preocupe.Eu sempre disse que não haverá casamento nenhum entre nós dois.

CARLOS: Você tá se arriscando muito,indo até ao sítio de Raul todos os dias.Se alguém ver e contar para seu pai o que você fica falando para o rapaz,ele poderá se irritar com nós dois.

PROMESSA: Não se preocupe,você não levará culpa de nada,será inocente.

 

NA  VILA

Tenório e padre Chico,depois que viram que o padre Esmael tem limites em suas ações,os dois se sentiram mais a vontade,além do mais, o velho padre pediu que o padre Chico permanecesse  em Raízes da Terra para auxiliá-lo nas missas,pois não consegue ler e nem ouvir.Padre Chico,como estava acostumado a viver às custas da igreja,acabou aceitando o pedido do padre Esmael.

PADRE CHICO: Que sufoco  eu passei ao saber da vinda do novo padre pra cá.

TENÓRIO: Viu só?De novo ele não tem nada,e é surdo e cego.Você está feito companheiro.

PADRE CHICO: So me falta agora o bispo resolver aparecer por aqui.

TENÓRIO: E quem sabe, ele também é surdo ,cego e para acréscimo seja coxo .

PADRE CHICO: Seria muita sorte nossa.

TENÓRIO: Mas enquanto isso não acontece vamos relaxar.O padre velho está dormindo mesmo.Vamos mantê-lo à base de calmante.

 

NA  FAZENDA

Seu Dorico,mantêm em sua fazenda um bom número de empregados,que cuidam da propriedade.Então casualmente ele costuma ir onde eles estão.Dessa vez ele tem um motivo maior para estar com eles,convidá-los para o casamento de sua filha Promessa.

DORICO: E aproveitando que estou aqui com vocês,quero que todos  e as sua famílias venham no casamento de minha filha com o filho do meu compadre Francisco.Será uma grande honra receber vocês, num momento de grande satisfação, como este para mim.

TRABALHADOR: Com licença seu patrão.

DORICO: Pode falar seu João.

TRABALHADOR: Eu achei que ela fosse casar com Rauzinho ali do sítio.Então é com fio do seu compade.

DORICO: Com aquele moleque não.Ela sempre foi prometida para o filho do compadre Francisco.E é com ele que ela vai se casar.Mas porque o senhor pensou assim.

TRABALHADOR: Porque de uns dias pra cá nois tamo vendo ela falar coisa de amor pro Rauzinho lá na porteira do sítio dele.

DORICO: O senhor tem visto isto seu joão?

TRABALHADOR: Sim seu Dorico.Eu e meus amigo tamo vendo isso quase todo dia.

Seu Dorico sai até vermelho de raiva.Mas ele não irá agir precipitadamente. Primeiro irá averiguar se o que o trabalhador falou tem fundamento.Enquanto voltava para sua varanda…

 

PROMESSA: Estamos indo cavalgar papai.Estou indo Carlos depois você me alcança na estrada.

CARLOS: Já estou indo também Promessa.

Seu Dorico pensou rapidamente e puxou uma prosa com Carlos.

DORICO: E aí meu rapaz ,tá gostando da região?

CARLOS: Tô sim seu Dorico .É um lugar muito bonito e produtivo.

Então Dorico segurou o rapaz na conversa,quando percebeu que Promessa já estava distante,montou no cavalo que Carlos iria cavalgar, e saiu seguindo a filha.Carlos percebendo a atitude de Dorico,logo notou que o fazendeiro havia desconfiado de algo.E agora o que ele podia fazer era só torcer pra que Promessa não chegasse até ao sítio de Raul e começasse a falar versos de amor para o jovem.Mas…

 

SÍTIO   DE   RAUL

O amor no coração dos jovens Raul e Promessa está forte.Ele ainda  se mantem sem falar com a moça,mas ela sabe e entende os gestos do rapaz.Ainda estava longe da casa de Raul,e Promessa já estava chamando-o e falando palavras românticas.Seu Dorico,muito esperto como  é,utilizou um atalho chegou primeiro e se escondeu.Enquanto isso Promessa chega.

PROMESSA: Raul!Estou aqui meu amor.Venha ,quero lhe dizer o quanto te amo.

Seu Dorico que estava escondido bem próximo ouviu tudo  que a filha disse ao rapaz.

DORICO: Então era isso.Me enganando.Fingindo está tudo bem para o casamento.

Então ele não suporta o sentimento de traição da filha e…

DORICO: Eu posso saber o que é isso Promessa?

PROMESSA: Papai?O que o senhor está fazendo aqui?

DORICO: Achou que podia me enganar?Mas não,agora vamos pra casa e organizar o seu casamento.E de hoje até a hora do seu casamento,você não vai mais sair de dentro de casa.

PROMESSA: Papai,se eu ainda não disse para o senhor,agora vou dizer:eu não me casarei com Carlos.Se o senhor tiver de me matar por isso ,matará.Nada me fará casar com ele.Pois eu amo Raul.(grita)Raul eu te amo.Te amo…..

DORICO: Com esse moleque eu resolvo depois.Agora, pra casa já.

 

Agora que seu Dorico já sabe do sentimento da filha por Raul,ele fará de tudo para prejudicar o rapaz ainda mais.

E a guerra entre ele e a própria filha está declarada.Ela o levou com cuidado,não discutiu hora nenhuma com o pai por causa de seu casamento com Carlos,seguiu aos conselhos do padre Chico.

Então Promessa saiu em disparada em direção à fazenda,muito agitada e nervosa.E em seguida seu Dorico se desparou em seu cavalo atrás.

 

CONTINUA …

 

No próximo capítulo,já na fazenda seu Dorico e Promessa terão uma briga e uma decisão rigorosa do pai sobre a jovem.Carlos teme por Promessa ,mas seu Dorico não o culpará  de nada.