Além da porteira: Capítulo 32

Além da porteira: Capítulo 32

 

Capítulo escrito por: Luiz Lisboa

Classificação indicativa: 

 

 

Após anos de espera,finalmente  está tudo caminhando bem no ponto de vista de Dorico, para o casamento de sua filha com o filho de seu amigo Francisco.

DORICO: Veja minha filha,esse aqui é o seu  noivo.Como ele é bonito!

Promessa sussurrou baixou.

PROMESSA: (case o senhor com ele então.)

DORICO: O que disse minha filha?

PROMESSA: É muito bonito.Isso mesmo meu pai.

CARLOS: Como vai Promessa?

PROMESSA: Poderia estar melhor.Mas,estou bem, e você?

DORICO: Essa aqui é a sua futura sogra,Zenaide.

CARLOS: Como vai dona Zenaide?

ZENAIDE: Bem.Seja bem vindo.

CARLOS: Meu pai fala muito de vocês,a  anos que eu ouço falar o nome de Promessa,e agora a vejo em minha frente.E é linda ,como ele me disse.

DORICO: O compadre é meu amigão de anos.Bom ,vamos nos acomodar pra gente voltar pra fazenda.

Então todos se ajeitaram no interior do jipe e voltaram para a fazenda.Dorico estava numa satisfação infinita em receber o noivo que arranjou pra sua filha.Promessa estava se movendo em  raiva e nojo dessa situação em que o pai a colocou.

NA  FAZENDA

Tenório e o padre Chico,estavam sentados à beira do riacho que corta a fazenda e falavam sobre o futuro.

PADRE: Sabe Tetê,estou começando a me preocupar com essa farça ,em  que eu me meti.

TENÓRIO: Mas por que companheiro?

PADRE: Estou vendo a hora em que chegará um anúncio do bispo,que está vindo um padre pra cá,aí meu amigo será o meu fim.

TENÓRIO: Você se esqueceu que eu vim pra ficar com você,vamos enfrentar essa realidade e a verdade juntos.Não se preocupe com isto.Quando o cerco se fechar ,a gente pega estrada e volta pra Belo Horizonte.

PADRE: Precisamos estar alerta com isso ,e dá no pé enquanto é tempo.

 

Enquanto se falavam,Dico chega trazendo Margarida pra se juntar a eles.

MARGARIDA: Estamos atrapalhando?

DICO: Atrapalhando.Isso é pergunta que se faça a um padre,Margarida.

MARGARIDA: É verdade me esqueci desse detalhe.Mas é que Tenório poderia estar se confessando.

TENÓRIO: Uai,você não ía ficar com o seu peão.

MARGARIDA: Renato achou melhor não ,pra não ter complicações com o patrão de Dico.

PADRE: Junte-se a nós Margarida.Vamos mergulhar agora.

 

NO  SÍTIO  DE  RAUL

 

Raul está à espera da volta de Promessa da vila.A viu passar na ida,agora quer vê-la passar de volta.Então…

RAUL:Barão ,ela está voltando.Ouça o barulho do jipe.Vou ficar aqui embaixo desse limoeiro que dá pra eu ver o rosto dela.E veja amigo,como ela está bonita.

E assim o fez ,se posicionou embaixo do limoeiro e ficou observando a jovem amada que estava dentro do jipe acompanhada de um jovem.Raul ainda não sabe que ela está pra se casar.Isso poderá ser o que motivará ele a sair do sítio em busca de seu grande amor.

E assim a tarde se aproxima,os amigos Tenório,padre Chico,Margarida e Dico,voltam para a vila.Carlos se ajeita na fazenda,um pouco constrangido,pois todos pra ele são estranhos.

 

SÍTIO DE GLÓRIA

À tardezinha,Lídia se prepara pra fazer sua tão esperada serenata pra Raul.

LÍDIA:Mamãe ,já estou indo.

GLÓRIA:Cuidado sua teimosa,com os cães de Raul.Você sabe que eles não aceitam ninguém se aproximar da porteira dele.

LÍDIA:Não se preocupe mamãe,sei me cuidar.

E Lídia saiu em direção a casa   de seu amado Raul,levando um violão nas mãos ,  a música  preparada na cabeça e um coração cheio de amor pelo rapaz.

 

SÍTIO  DE  RAUL

É hábito de Raul todo final de dia ,quando já parte para escurecer,ele se senta na varanda e fica olhando o por do sol e o surgimento das estrelas no céu.Então quando olhou em direção da estrada viu um vulto e percebeu que era Lídia,pois a mesma vinha chamando por ele.Como não dava para ela vê-lo,ficou quieto e esperou pra ver o que ela queria.

LÍDIA:Raul,sou eu, Lídia ,sua prima e quem te ama muito.Você sempre soube do meu amor por você.Como prova desse amor vim hoje, pra fazer uma serenata de amor.    Ouça essa música linda que eu ensaiei durante vários dias pra cantar aqui neste momento.

 

( SÓ PENSO EM NÓS—PAULA FERNANDES )

 

“CANSEI DE MENTIR PRA MIM

E DECIDI O QUE FAZER

AGORA VOU DIZER QUE SIM

VOU MOSTRAR QUE GOSTO DE VOCÊ

VOU VOANDO,DESLIZANDO AO VENTO

SEM SABER AONDE CHEGAR

SE UM DIA VOU,EM PENSAMENTO

TE ENCONTRAR EM ALGUM LUGAR

 

VOU ABRIR OS OLHOS,PERDER O MEDO

DEIXO O SONHO ME LEVAR

VOU DIZER PRO MUNDO INTEIRO AGORA

QUE CANSEI DE ME ENGANAR

ASSUMINDO QUE SOU TODA TUA

E SE A VIDA ACABAR AGORA

CONTIGO EU QUERO ESTAR.

 

NÃO VOU DESISTIR                      NÃO VOU DESISTIR

VOU ACREDITAR                           VOU  SOLTAR  A VOZ

TER VOCÊ PRA MIM                      VOU ATÉ O FIM

É MELHOR QUE O AR                    EU SÓ PENSO EM NÓS.”

O sentimento de  Raul por Lídia é de quase irmãos.Ouviu a música que ela cantou para ele,como resposta ele entrou e bateu a porta,fechando-a.Lídia por sua vez viu que não adianta insistir  ,pelo amor dele.Então voltou triste,humilhada para casa.Mas no seu íntimo estava a sensação de luta e não de omissão.O seu amor não é correspondido por Raul,mas mesmo assim ela ainda torce pra que ele consiga alguém que o ame de verdade e o tira daquela vida solitária.Fazendo-o a viver uma vida social em meio a todos.E de cabeça erguida dar a volta por cima do acontecimento trágico do passado.

 

CONTINUA  ……