Além da porteira: Capítulo 24

Além da porteira: Capítulo 24

 

Capítulo escrito por: Luiz Lisboa

Classificação indicativa: 

 

NA  VILA

A saída do padre com destino à fazenda de seu Dorico,como já sabemos despertou a curiosidade em boa parte da população de Raízes da Terra.Desde a hora em que o padre e seus amigos saíram,alguns moradores da vila não fizeram outra coisa a não ser vigiar o retorno dos mesmos para a vila.

DOLORES:Pode cuidar de seus afazeres aí Santa ,que eu estou vigiando se o padre e aqueles  seus amigos chegam.

SANTA:Tá bom Dolores,quando eles chegarem me avisa que nós vamos até lá pra sabermos o que está acontecendo na fazenda.

DOLORES:Fique tranquila,não vou tirar os olhos da igreja,quando eles chegarem iremos sim.

NA  FAZENDA

PADRE:A sua fazenda é sempre muito linda seu Dorico.

DORICO: Obrigado,padre.Vou  acompanhar o senhor até o curral.

DICO:Como vai o senhor seu Dorico?

DORICO: Vou bem peão.

RENATO:Que bom que o senhor veio até  aqui patrão.

DORICO:O que tá acontecendo Renato?

RENATO:Tenho um pedido pra fazer pro senhor.

DORICO: Então fala.Desembucha.

RENATO:Sabe patrão ,aqui na fazenda tem muitos serviços só pra mim dar conta.Então eu pensei ,como o Dico é um ótimo peão também ,o senhor poderia deixar ele aqui pra me ajudar.

DORICO: Sabe de uma coisa Renato,eu tinha pensado nisso.É uma boa ideia.Se ele quiser ,amanhã mesmo ele pode começar no serviço.

DICO:Que bom seu Dorico.Eu tava precisado de um serviço.

RENATO:Eu agradeço o senhor patrão.

DORICO:Cadê o Tiãozinho?

RENATO:Deve tá lá namorando.Agora ele não vai fazer mais nada.

DORICO: Vai lá Renato e diz pra ele ir levar o padre de volta pra vila.

Enquanto  Renato ía atrás de Tiãozinho  ,seu Dorico continua proseando com todos que ali estavam.

SÍTIO  DE  GLÓRIA

Glória e sua família estavam conversando sobre Raul.Olhando o por do sol dizia.

GLÓRIA:A nossa vida é tão passageira,é tão curta e viver da maneira que Raul tá vivendo,ele não vai aproveitar nada de sua vida.

LÍDIA:Eu ainda vou tirar Raul daquela casa,abrir aquele cadeado e tirá-lo para a liberdade novamente.

SEVERINO:Você toma moda minha filha,você é uma moça e não pode tomar nome de assanhada que depois não acha casamento.

LÍDIA:Casamento papai ,só se for com Raul.

GLÓRIA:Eu te falei menina pra tirar Raul da Cabeça.No coração dele só tem lugar para o desejo de vingança para honrar  o nome da família dele.

LÍDIA:Mas um dia ele ainda a de sair de dentro daquele sítio,ele não pode viver a vida inteira trancado lá.

SEVERINO:A vida de Raul é uma vida vazia.

GLÓRIA:Se bem que hoje estranhei aquela expressão de alegria no rosto dele .Alguma coisa mexeu com ele.O coração dele tá manifestando algo novo.

LÍDIA:A senhora acha mãe ,então vou fazer uma serenata pra ele.É isso mesmo,aí ele terá certeza que eu o amo ele poderá ter a certeza que me ama também.

SEVERINO:Já lhe disse menina pra tomar linha.

Lídia não desiste de tentar conquistar seu primo Raul.Mal sabe ela que o sentimento que está nascendo no coração dele, é por outra ,e que ela não tem chances nenhuma em conquista-lo.

DE VOLTA À VILA

Tiãozinho estava voltando com o padre e os demais para a vila.

MARGARIDA:Isso aqui é mesmo o paraíso.Vejam que lindo é o por do sol aqui no sertão.

TENÓRIO:Perfeito mana.O interior de Minas Gerais é rico em belezas,a mãe natureza foi muito gentil com o nosso querido estado.

PADRE:Acho melhor Tiãozinho chegar o chicote nesse cavalo,ao contrário chegaremos na vila só a noite.

MARGARIDA:Quero voltar mais vezes aqui nessa fazenda.Ouviu Dico?

DICO:Voltará quantas vezes quiser,minha gata.

NA FAZENDA

Renato mesmo sabendo de sua condição de empregado,sustenta no coração um amor que jamais será correspondido pela filha de seu patrão.

RENATO:Agora é pra valer.Marcaram o casamento.O noivo arranjado vem pra cá.Mas se ela quiser coloco ela na garupa do meu cavalo e vamos embora mundo a fora e ninguém vai achar a gente .Mas ela não me dá atenção nenhuma…Deixa pra lá,vou tomar meu banho e refrescar a cuca.

NA VILA

DOLORES:Santa ,Santa.

SANTA:O que foi Dolores?

DOLORES:Veja eles estão chegando…Vou até lá.

Dolores foi às pressas afim de saber.

DOLORES:Com licença padre.Posso saber o que o senhor foi fazer na fazenda?

PADRE:Hoje não.Amanhã, talvez dona Dolores.Boa noite.

O padre não sanou a curiosidade de Dolores,que voltou contrariada até sua amiga.

SANTA:E aí descobriu alguma coisa?

DOLORES:Nada.nem me deu atenção.

E assim finda mais um dia em Raízes da Terra e região.

Na vila impera a curiosidade sobre a ida do padre até a fazenda de seu Dorico.

Raul está sonhando acordado com Promessa,mesmo sabendo  ser filha de quem ela é.

Na fazenda Dorico está em tempo de explosão de alegria ,por estar prestes a concluir  o que idealizou a anos.

Promessa ,  esquece que irá se casar e vive sorrindo de alegria pensando em Raul.

Falando em felicidade ,imaginem o tamanho da felicidade que Tiãozinho está sentindo.Irá casar-se com sua Florzinha.

 

CONTINUA …