Além da porteira: Capítulo 16

Além da porteira: Capítulo 16

Pela manhã,a vila é sempre muito movimentada,a começar por Dolores que todo os dias faz sua ronda ,pra ficar sabendo das novidades.

DOLORES:Bom dia seu Dorico!Há muito tempo não aparece aqui na vila.

DORICO:Sim,são as ocupações da fazenda.

DOLORES:Desculpe seu Dorico se eu tiver sendo inconveniente,mas fiquei sabendo que sua filha irá se casar.

DORICO:É verdade dona Dolores,já está na hora.

DOLORES:Mas ela ainda é muito novinha.

DORICO:Sabe dona Dolores,a mulher não pode ficar velha sem se casar não.Amadureceu ninguém mais quer.Só as traças.

DOLORES:Me dê licença seu Dorico,preciso ir até a igreja.

Dolores ouviu o que não lhe agradou e deu logo um jeitinho de findar a conversa com o fazendeiro e sair antes que a prosa se virasse diretamente para ela.

Como seu Dorico passa muito tempo em sua fazenda e não lhe sobra tempo para ir até a vila,quando ele aparece por lá todos querem o comprimentar e puxar uma prosa com ele.

DICO:Seu Dorico,meu velho amigo.

DORICO:Como vai peão?

DICO:Bem …Aqui seu Dorico essa é minha….minha namorada Margarida.

MARGARIDA:Como vai o senhor?

DORICO:Meus respeitos.

DICO:Ainda ontem eu tava pensando em ir fazer uma visita pro senhor lá na fazenda.

DORICO:Será um prazer receber você e sua namorada.

DICO:O senhor não tá precisando de  alguém pra amansar uns bichos bravos lá na sua fazenda não seu Dorico?

DORICO:Tô precisando sim ,vai lá pra gente conversar melhor.Renato é um pião muito bom, mas não  lhe sobra tempo pra fazer isso.

DICO:Tá combinado,farei uma visita pro senhor a qualquer hora.Um abraço  seu Dorico.

DORICO:Fica assim então……Eta,se esse ônibus demorar mais um pouquinhi,a vila inteira vai parar comigo.

Enquanto isso no SÍTIO DE RAUL

Raul   desde o dia em que viu Promessa,ele não tira a  imagem dela da cabeça.Está sempre sorrindo mesmo vivendo só ,esbanja felicidade e carinho dobrado às suas companhias,os animais.

RAUL:Como ela ficou linda,a útima vez que a vi ainda era uma menina.Hoje já está moça feita,com um olhar profundo ,um sorriso sincero…….Droga,pena que é filha daquela alma maldita…..Mas eu vou esquecer de quem ela é filha e vou colocar ela na garupa do meu  cavalo branco e vou sair galopando por essas campinas,rumo à felicidade.

O amor está penetrando no coração de Raul,mesmo estando ele cheio de maus sentimentos.Mas ele não sabe que a moça por quem ficou com o coração balançado,já está prometida em casamento.Mas como ele é teimoso e não deixa seus ideais de lado,será capaz de travar uma nova guerra a favor de um possível e grande amor que está enraigando num coração que até então estava fechado.

NA FAZENDA

Promessa está  à espera do futuro sogro que seu pai lhe arranjou.Com o coração sangrando e carregado de revolta.Ela não se aguenta de vontade bater de frente com o pai e lhe dizer que não se casará com esse rapaz que ele lhe arrumou.Mas ao mesmo tempo ela pensa no seu amor por Raul,que jamais será aceito pelo pai,então ela segue os conselhos do padre Chico e de sua mãe pra ganhar tempo e quem sabe mudar as ideias do pai.

FLOR:Dá licença patroinha!

PROMESSA:Entre Flor,mas não me chame mais de patroinha.

FLOR:Desculpe,eu não sabia que não gostava.

PROMESSA:Não se magoi,nós somos da mesma idade,não precisa me chamar assim.Precisamos ser amigas,sabia?

FLOR:É mesmo,abrir o coração uma pra outra.Moramos aqui,mas como estranhas.

PROMESSA:É verdade….Sabe agora mesmo tô precisando de uma amiga pra abraçar….Venha cá me dê um abraço….Você já deve está sabendo que meu pai quer me casar um homem que eu nem nunca vi,fui prometida para o pai dele antes mesmo de nascer.Agora o pai do rapaz está chegando aí pra marcar a data do casamento.

FLOR:Deve ser muito triste se casar com um homem que nem conhece.

PROMESSA:Triste?É humilhante,deplorável.Mas eu não me casarei  Flor.Ainda mais agora que eu vi um rapaz lindo por quem meu coração se apaixonou.Mas não me pergunte  quem porque ainda não posso dizer.

FLOR:Quando a gente está apaixonada,tudo fica diferente né.

PROMESSA:E você tá apaixonada Flor?

FLOR:Sim,mas a mamãe não pode ficar sabendo.Ela  não larga do meu pé.

PROMESSA:Venha cá me conte tudo……………

Flor e Promessa se tornaram  amigas e agora poderão  contar tudo o que pensa e sente uma para a outra.

NA  VILA

Dorico está muito ansioso com a chegada do seu compadre Francisco.

SANTA:É, o ônibus hoje está demorando.

DORICO:É sempre assim dona Santa?

SANTA :Costuma de acontecer sim seu Dorico,depende das entregas feitas nas outras vilas por onde ele passa.

SANTA:O senhor está esperando alguma encomenda?

DORICO:Sim,o futuro de minha filha Promessa.

SANTA:O futu………como assim seu Dorico?

DORICO:Tô esperando o pai do futuro marido de minha filha Promessa…E ,olha,até que enfim o ônibus está vindo dona Santa.

SANTA:É mesmo seu Dorico.

Seu Dorico,está muito ansioso com a chegada de seu compadre,pois sabe do tamanho da riqueza do mesmo e colocando sua filha dentro da família, poderá lhe render bons resultados.E finalmente o ônibus chegou com quem ele tanto esperava.

CONTINUA……………………

 

  • Charlotte Marx

    Me perdoe Luiz, acabei esquecendo de conferir o Madrugada Interativa e publiquei no seu horário.